Subscribe:

Parceiros

.


quinta-feira, 23 de abril de 2020

O que é TPI no pneu da sua BMX?



Você já deve ter encontrado na lateral do seu pneu varias informações que descrevem o tipo do seu pneu e melhor forma de uso. Setas mostrando a melhor posição do pneu, PSI indicando a pressão máxima de libras que ele aguenta, entre varias outras informações ainda mais técnicas como por exemple o TPI.

Mas o que realmente isto significa?

A sigla TPI vem de “threads per inch” que nada mais é que a quantidade de fios de nylon por polegada quadrada que a estrutura do seu pneu.

Um bom exemplo que pode ser dado são os lenções da sua casa, existem tecidos com 100, 180 e até 200 fios por centímetro quadrado, quanto mais fios, mais forte e rígido é o tecido.

Da mesma forma funciona o pneu, dentro dele existe uma malha de fio de nylon responsável por trazer mais resistência e limites à flexibilidade o pneu. Esta malha de fios recebem um revestimento de borracha que também tem suas variações de propriedades para cada tipo de terreno.

Na construção de um tipo de pneu levasse em conta varias características que são responsáveis pela escolha de mais ou menos fios e borracha.

Um pneu de alta performance para BMX PARK por exemplo, precisa ser rígido para desenvolver velocidade, e para isso, um numero maior de TPI são usados na estrutura do pneu. Isso permite também que a quantidade de borracha seja menor, trazendo o beneficio de um pneu ainda mais leve, porem mais frágil a furos e rasgos. Em alguns casos, esta malha de fios se apresenta em varias camadas, dependendo da finalidade do pneu.

 O numero maior de TPI influencia também no valor do pneu, acaba sendo mais caro.

Além do TPI você tem outro detalhe técnico muito interessante que é o “Kevlar”, tecnologia incrível.

 Fonte: BMX 20

quarta-feira, 15 de abril de 2020

Andar de Bicicleta: Alguns de Seus Benefícios

Andar de bicicleta "fortalece o corpo e a alma". Este é o resultado final de um relatório elaborado pela Universidade Alemã do Desporto.


Os benefícios deste desporto não deixam margem para dúvidas. "As pessoas que andam de bicicleta regularmente poupam muitas visitas ao médico", refere o documento.

"Muitas pessoas com problemas como dores de costas, excesso de peso ou doenças cardiovasculares, podiam desfrutar de muitos anos de boa saúde se usassem a bicicleta mais vezes", acrescenta ainda a investigação.

Prepare-se para pedalar
Antes de qualquer exercício físico, convém lembrar-se que não se pode começar de repente. Para pedalar, existem várias recomendações. É necessário fazer alongamentos prévios, trabalhando sobretudo os músculos das pernas, os glúteos, a zona lombar e o pescoço durante alguns minutos, como se estivesse a espreguiçar-se.

A cada dia que passa deve aumentar a duração dos alongamentos, tanto para a bicicleta estática como para a bicicleta normal. Se preferir pedalar ao ar livre, não se esqueça que o creme protetor (para proteger do sol e do vento), o capacete e o colete refletor são imprescindíveis.

Mente mais sã: As pessoas que andam de bicicleta regularmente são mais resistentes a patologias do foro emocional, como as depressões. Pedalar é um dos melhores antidepressivos.

Diretamente ao coração: Pedalar reduz o mau colesterol e o risco de enfarte em cerca de 50%.

Melhora as suas costas: O ciclismo estimula os pequenos músculos das vértebras dorsais, fazendo com que se estendam e comprimam constantemente.

Um regalo para os joelhos: Com a bicicleta os seus joelhos ficam protegidos, já que mais de 70% do corpo gravita sobre o selim. Para além disso, as coxas e os glúteos endurecem.

Afasta as infecções: O exercício físico estimula o sistema imunitário e aumenta o número de glóbulos brancos, ajudando o organismo a defender-se de vírus e bactérias.

Poupa tempo e dinheiro: Já pensou em utilizar a bicicleta para as suas deslocações urbanas (à semelhança do que já acontece em muitas cidades européias). Para além de ser um exercício saudável, permite uma poupança significativa, já que é o meio de transporte mais econômico, sobretudo em comparação com o automóvel.


Entre as suas vantagens, destacam-se:
- O custo de uma boa bicicleta é 30 vezes inferior ao de um carro médio.
- A bicicleta minimiza a parte do orçamento familiar dedicado ao carro.
- A utilização deste meio de transporte permite fugir aos engarrafamentos e reduz o tempo das deslocações.
- Promove um bom estado de saúde e, por conseguinte, diminui a necessidade de recorrer a medicamentos.

Plano para andar de bicicleta
- O ideal seria arranjar, no mínimo, três horas por semana para andar de bicicleta. Os benefícios deste desporto começam a ser visíveis depois dos primeiros 20 minutos a pedalar.

Os resultados que consegue, se pedalar durante:
10 minutos – Melhoria articular
20 minutos – Reforço do sistema imunitário
30 minutos – Melhorias a nível cardiovascular
40 minutos – Aumento da capacidade respiratória
50 minutos – Aceleração do metabolismo
60 minutos – Controlo de peso e ação anti-stress

Quanto mais tempo dedicar à bicicleta, mais vantagens acumula!

PENSE NISSO!