Subscribe:

Parceiros

.


terça-feira, 31 de março de 2015

Henrique Avancini conquista o Pan-Americano de MTB na Colômbia

Seleção ainda teve Rubens Donizete na sexta posição da Elite e Cocuzzi em quarto na Sub-23


 A Seleção Brasileira de Mountain Bike pedalou forte no último dia de competições do Campeonato Brasileiro de Mountain Bike, encerrando a sua participação com uma brilhante vitória do ciclista Henrique Avancini na categoria Elite. A equipe brasileira ainda contou com a sexta posição de Rubens Donizete na Elite e o quarto lugar de Luiz Henrique Cocuzzi na Sub-23.

Os atletas competiram em um circuito localizado na cidade de Cota, na Colômbia, encarando uma altitude de 2.600 metros. O percurso foi divido da seguinte forma: Elite masculino, percorreu 7 voltas; Elite feminino, 5 voltas; Sub-23 masculino, 6 voltas; e Sub-23 feminino, 4 voltas. Cada volta tinha uma extensão de 3,4 quilômetros, onde os atletas passavam por várias subidas curtas e muito inclinadas, que acabavam quebrando bastante o ritmo da prova e aumentando o desgaste entre os competidores.


Largando na primeira fila, Henrique Avancini, que atualmente ocupa o posto de melhor atleta das Américas no ranking mundial (19ª posição), assumiu a liderança ainda nos primeiros quilômetros. Aos poucos, o brasileiro demonstrava superioridade e abria vantagem sobre os seus principais adversários, mesmo com o forte trabalho em equipe dos colombianos, que tentavam neutralizá-lo.

A partir da quinta volta, Henrique decidiu arriscar tudo e acelerar para a vitória, completando a prova isolado com 1h34min42s, acumulando 57 segundos de vantagem sobre o segundo colocado, Luis Anderson Mejia, da Colômbia, e 1min15s no terceiro, Héctor Leonardo Páez, também da Colômbia. Rubens Donizete ainda conquistou a sexta colocação para o Brasil.

“Tentei fazer uma prova cadenciada dentro do meu ritmo. Consegui assumir a liderança na metade da primeira volta, e aos poucos fui mantendo uma diferença aproximada de 20 segundos para os atletas perseguidores. Na terceira volta eles chegaram a tirar bastante tempo, mas no início da quinta volta arrisquei tudo e fiquei muito contente em trazer esse ouro para o Brasil, principalmente para superar aquele gostinho amargo que havia ficado ano passado, quando tive problemas na bicicleta e não consegui uma boa colocação competindo em casa. Esta prova, apesar de não ser o meu principal objetivo na temporada, é muito importante por estarmos em um ano pré-olímpico, e terminar com o ouro me deixa ainda mais motivado”, declarou Henrique Avancini.  

Para conquistar a vitória, Henrique Avancini, através do Projeto de Intercâmbio da CBC e do Programa Bolsa Pódio, do Governo Federal, desembarcou na Colômbia cerca de 20 dias antes da competição. Essa preparação especifica foi fundamental para alcançar a primeira colocação.

“A altitude é uma dificuldade a mais que encontramos. Mas se realizarmos uma boa preparação, também temos total capacidade de brigar de igual para igual contra qualquer atleta. Os tabus foram feitos para serem quebrados e essa vitória serviu para quebrarmos alguns deles”, completou o campeão.

Saldo positivo

Além da vitória do Henrique, a seleção ainda comemorou outros resultados muito importantes. Entre os ciclistas da Elite masculino, Ricardo Pscheidt terminou no 21º lugar, Sherman Trezza em 38º e Frederico Mariano em 39º.


Na disputa da Elite feminino, a melhor atleta da seleção foi Raiza Goulão, completando a prova na 10ª colocação. Erika Gramiscelli também fez uma boa prova e conquistou a 13º posição, seguida de perto por sua companheira Isabella Lacerda no 15º lugar. A vitória ficou com a mexicana Daniela Campuzano, seguida pelas americanas Erin Huck e Chloe Woodruff, segunda e terceira colocadas, respectivamente.

“Ficamos muito contentes com os resultados. Esse Pan foi uma referência de performance, pois os melhores atletas das Américas estavam presentes. Competir na altitude foi uma experiência importante para o Mundial que vamos disputar no mês de setembro, em Andorra”, comentou Carlos Polazzo, técnico da Seleção Brasileira de Mountain Bike.

Nova geração

Comprovando o excelente potencial brasileiro nas categorias de base, Luiz Henrique Cocuzzi voltou a ser destaque na prova de XCO, após ser campeão Pan-Americano na sexta (27), na prova de XCE.


O brasileiro mais uma vez demonstrou muito talento e completou a competição na quarta posição entre 45 pilotos. O campeão foi o americano Howard Grotts, com o colombiano Hilvar Malaver em segundo, e o americano Keegar Swenson em terceiro.

Além dos atletas da seleção, outros brasileiros também representaram o país nas provas de XCO Elite e Sub-23. Na elite competiram: Daniel Carneiro, 25º colocado; Daniel Grossi, 31º colocado; Marcelo Candido, 35º colocado; e Luana Machado, 33ª colocada no feminino.
Na Sub-23 foram três atletas: Guilherme Gotardello, 8º colocado; Gabriel Marques, 13º colocado; e Sofia Isabel, 15ª colocada.

ASSESSORIA DE IMPRENSA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO

Fotos: Maximiliano Blanco/CBC
Fonte: www.cbc.esp.br

O que é preciso para ser um campeão?? Abraão Azevedo explica.

Entrevista com Abraão Azevedo, tricampeão do Cape Epic

O atleta Scott fez história no mountain bike nacional ao conquistar pela terceira vez consecutiva o título do Cape Epic (2013, 2014 e 2015), na África do Sul, uma das provas mais importantes do mundo na modalidade.

sábado, 21 de março de 2015

Ricardo Pscheidt com a Trek Factory Racing na Califórnia

Nota de Imprensa Trek

Nosso atleta Ricardo Pscheidt está na Califórnia treinando, aprendendo e competindo em uma colaboração da equipe mundial Trek Factory Racing MTB com a Trek Brasil.


Ele tem tido todo o suporte da equipe, mecânicos, treinamento, alimentação e também tem usufruido dos treinos em conjunto com nomes como Sérgio Mantecón e Kohey Yamamoto. Nas próprias palavras dele descrevendo a equipe, “é uma família unida, divertida e que trabalha muito em busca dos melhores resultados”.

Entre pedaladas com a equipe, tratamento VIP para a bike, massagem e muitas risadas, ele têm aprendido uma maneira diferente e efetiva de melhorar seus treinos e sua performance. No último final de semana participou de 2 corridas difíceis e disputadas em Bonelli Park – San Dimas / CA – e neste sábado e domingo tem mais desafio, agora em Fontana / CA.
Veja a seguir um relato sobre sua rotina:

“Nos dias de treino não acordamos muito cedo, tomamos café e saímos para pedalar por volta das 11:30hs, geralmente em ritmo leve à moderado. Preciso dizer que o Sérgio e o Yamamoto sempre querem parar pra tomar mais café… Estes horários de alimentação e treino simulam o horário das provas, ajudando na preparação correta.
Na véspera da prova, o treino é no circuito. Logo após as primeiras voltas, as bikes já são ajustadas pelos mecânicos da equipe conforme a experiência da pista passada pelo piloto, para em seguida voltarmos e testarmos os ajustes novamente e então finalizar com voltas leves intercaladas à fortes.

Após o treino a rotina é tranquila: banho, lanche, massagem, descanso e jantar. O jantar é preparado de forma bem caseira pela própria equipe, todos comem juntos num ambiente bem descontraído.
Nos dias de prova, como as largadas são no início da tarde, a rotina é acordar e tomar café às 8hs, lanche às 11hs e então ir pedalar na pista antes da largada – e com certeza parar para um café antes de chegar lá. Então ajustar bikes se necessário e preparar para a largada. Após a prova: descanso, alimentação, massagem e mais descanso.

Durante a semana também temos um dia de treino muito forte e outro de descanso total – intercalados com os dias de treinos leves à moderados.

Impressiona muito a estrutura, mas impressiona mais ainda a sensação de estar em família, mesmo vindo de fora. E impressiona ver como todos podem contar com todos, ver o trabalho em equipe e de como as conquistas e evoluções são observadas, comemoradas e estudadas para que dêem mais resultados ainda.

Agradeço à Trek Brasil esta oportunidade incrível e à Trek Factory Racing por ter me recebido como um grande amigo. Com certeza esta experiência única está contribuindo para a busca de grandes resultados em 2015, visando também Rio2016. “
Veja mais em nosso facebook

Mais informações, entre em contato pelo falecom@trekbikes.com

Fonte: PraQuemPedala

Scott reúne atletas em nova ação para os amantes da bicicleta

O mercado de bicicletas está em evolução constante em todo o mundo. Cada vez mais as pessoas têm opções para atender aos ciclistas e para quem curte pedalar – seja mountain bike, estrada ou pela cidade. Por isso, a Scott Brasil reuniu alguns dos principais atletas brasileiros em uma ação inédita – que deve chegar ao mercado no próximo mês de abril.

Quer saber um pouquinho do que vem por aí? Assista ao teaser de lançamento!

A Scott é considerada uma das principais marcas do ciclismo mundial. Com grande foco em engenharia, tecnologia e inovação, seus produtos são referência quando o assunto é bicicleta. No Brasil, a marca suíça é distribuída há mais de 20 anos pela IGP Sports, sempre trabalhando com marcas premium de prestígio mundial.

 

Por que se exercitar de manhã vai transformar a sua rotina

O projeto granola da RBS publicou um interessante artigo sobre exercitar-se pela manhã.

Veja os motivos:

1 – Acorda o cérebro
O café é fichinha perto de uma boa dose de exercícios físicos. Além de fazer bem para o corpo, eles podem fazer maravilhas pela mente. Uma pesquisa feita pela Uiversidade do Texas, nos Estados Unidos, apontou que no curto prazo a melhora na memória é bem visível. Além disso, estar ativo desde cedo rende um dia muito mais produtivo no trabalho.

2 - Te deixa menos estressado
Se você é daquelas pessoas que acordam pensando no quão difícil vai ser o dia, esta dica é pra você.  Quando você pratica exercícios pela manhã, o nível de endorfina liberado é muito maior. O alto astral e bem estar duram por 12 horas, e assim você será muito mais feliz. :)

3 – Aumenta a energia
Acordar cansado pode dificultar muito a sua vida, principalmente no trabalho ou na faculdade. Quando você se exercita, o corpo envia oxigênio e nutrientes para os músculos, órgãos e tecidos. Ou seja: todo o sitema cardiovascular vai trabalhar com mais eficiência, aumentando sua energia.

4 – Dispara o metabolismo
Quando você põe os músculos para trabalhar logo pela manhã, o organismo vai se manter acelerado durante todo o dia. Isso significa uma queima maior de calorias e, consequentemente, gordura!

5 – Libera o seu dia
Vai dizer que durante a semana não aparecem convites para um happy hour, uma festinha ou um cinema? Quando você malha de manhã, o dia rende mais e se tem a noite totalmente livre. Assim você não precisa abrir mão da vida social porque precisa ir para a academia, né?

6 – Afasta as multidões
Se você é como eu e tem horror a academia lotada, seus problemas acabaram: de manhã tem pouquíssima gente disposta a malhar, então os locais costumam estar bem menos lotados. Seu treino não vai demorar tanto!

7 - Rende um pós-treino delicioso
Depois do treino, que tal preparar um café da manhã bem gostoso? Vale iogurte com granola, pãozinho integral, ricota, suco de fruta natural… Sem exageros, reserve um tempinho pra repor as energias que perdeu durante a atividade.

Fonte: wp.clicrbs.com.br

Arnold Schwarzenegger é parado pela polícia por pedalar sem capacete na Austrália

Em Melbourne, o uso do capacete é obrigatório


Arnold Schwarzenegger foi derrotado por um inimigo que ele jamais imaginaria: a polícia australiana. O astro de filmes de ação foi parado por dois oficiais na cidade de Melbourne, na última segunda-feira, por estar pedalando em via pública sem capacete.

Em Melbourne o uso do capacete para ciclista é obrigatório, com multa de 146 dólares australianos (cerca de R$ 360) para os infratores. Schwarzenegger conseguiu convencer os policiais a não multá-lo, mas foi instruído a comprar um capacete na loja mais próxima.

"Eu vi um grupo de ciclistas a minha frente e fomos fazer uma interceptação de rotina", disse o oficial Robert Gillson para a Fairfax Media. "Então notamos que Arnold Schwarzenegger estava no grupo. Conversamos rapidamente com ele e falamos sobre o motivo dele ter sido parado."

O oficial disse que prefere educar os turistas de países onde o capacete não é obrigatório, em vez de multá-los. Apesar de recomendado em todos os lugares, são raras leis que tornam o capacete obrigatório para ciclistas.

Schwarzenegger estava na cidade para um evento anual de fisiculturismo. A foto acima foi tirada por um morador local e publicada no imgur. As informações são do jornal australiano The Age

Fonte: www.cenariomt.com.br

Ciclo Vídeo: Os mais belos cenários da 4ª etapa da Cape Epic visto de cima

Confira vídeo com imagens de alguns dos mais belos cenários dos 111 quilômetros de percurso da 4ª etapa da ultramaratona Cape Epic, na África do Sul, disputada na última quinta-feira (19 de março)

Técnico afirma: Brasil tem chances de medalha no Pan-Americano de MTB

Segundo Cadu Polazzo, equipe terá de superar altitude (2.500m) para buscar o pódio e seguir na disputa por vaga nos Jogos Olímpicos

Foto: Divulgação
A Seleção Brasileira de Mountain Bike encara o primeiro desafio internacional da temporada 2015. Em busca da vaga nos Jogos Olímpicos Rio 2016, os ciclistas brasileiros disputam na próxima semana, entre os dias 25 e 29 de março, o Campeonato Pan-Americano de MTB, em Cota, na Colômbia.

Segundo o treinador da Seleção Brasileira, Cadu Polazzo, o desafio é um dos mais importantes do ano, por ser uma das competições que valem mais pontos no ranking que definirá os participantes da próxima Olimpíada. Na Elite, categoria mais importante da disputa, o primeiro lugar garante 200 pontos no ranking. Segundo e terceiro colocados somarão 150 e 120 pontos, respectivamente.

“O Pan-Americano é fundamental na busca das vagas olímpicas. O diferencial será a adaptação de cada atleta à altitude. A competição acontece a 2.500 metros acima do nível do mar e a adaptação a essa condição é diferente para cada pessoa e isso será fundamental no desempenho”, analisa o treinador.

Representado pelos atletas Henrique Avancini, Rubens Donizete, Ricardo Pscheidt, Fred Nascimento, Sherman de Paiva na Elite Masculina; Raiza Goulão, Isabela Lacerda e Erika Gramiscelli na Elite Feminina; e Luiz Henrique Coccuzi, na Sub-23; o Brasil deve chegar à Colômbia ainda nessa semana e o mais importante: com chances de medalha.

E Cadu Polazzo afirma: para garantir a melhor performance, a receita é mente vazia  e foco nos movimentos.

“O atleta precisa tirar da cabeça as cobranças externas e internas. Quem conseguir focar só nos seus movimentos e no que deve fazer durante a prova terá um rendimento melhor. Antes da largada o competidor deve imaginar a prova e tentar fazer o percurso mentalmente. Chamamos isso de treinamento mental e pode fazer a diferença no resultado”, completa o treinador da seleção.

Cadu Polazzo é preparador físico e Mestre em Fisiologia do Exercício e Treinamento Esportivo. Atualmente, faz parte da comissão técnica da Seleção Brasileira de Mountain Bike e é o treinador de diversos atletas da Elite brasileira do MTB, como o atleta olímpico Rubens Donizete, Isabella Lacerda, Raiza Goulão, Sofia Subtil, Daniel Grossi e José Gabriel de Almeida.

SERVIÇO:
  • Campeonato Pan-Americano de Mountain Bike
  • Data: 25 a 29 de março
  • Local: Cota (Colômbia)
  • Brasileiros: Henrique Avancini, Rubens Donizete, Ricardo Pscheidt, Frederico Nascimento, Sherman de Paiva, Luiz Henrique Coccuzi, Raiza Goulão, Isabela Lacerda e Erika Gramiscelli.
  • Treinador: Cadu Polazzo.
Fonte: Seppia Geração de Conteúdo

quarta-feira, 18 de março de 2015

Cape Epic: Abraão e Brentjens seguram liderança após 2º lugar na 3ª etapa

Brentjens e Abraão na ultramaratona Cape Epic Foto: Sam Clark/Sportzpics
“Realmente difícil”, definiu o brasileiro Abraão Azevedo no final da 3ª etapa da ultramaratona Cape Epic, nesta quarta-feira (18 de março), na África do Sul. Ao lado do holandês Bart Brentjens, o biker enumerou as (muitas) dificuldades do percurso de 128 km em Oak Valley Wine Estate: “Etapa longa, clima muito seco, temperatura em alta, fortes ventos.”

Abraão Azevedo e Bart Brentjens não conseguiram segurar seus adversários diretos na categoria Máster, os sul-africanos Nico Pfitzenmaier e Robert Sim. (Vale lembrar que Abraão Azevedo fez dupla com Nico quando venceu a competição em 2013), que cruzaram em 1º, com o tempo de 5h41min23s.

Elite do MTB no empurra-bike da 3ª etapa Foto: Nick Muzik/Sportzpics
Abraão e Brentjens ficaram em 2º, a 12 segundos, mas continuam na liderança geral, com vantagem de 1min38s.

No percurso da 3ª etapa na Cape Epic Foto: Sam Clark/Sportzpics
Na Elite, os líderes Christoph Sauser e Jaroslav Kulhavy venceram a 3ª etapa seguida, com o tempo de 5h01min17s, após derrotarem Kristian Hynek e Alban Lakata, que cruzaram colados, a 5h01min43s. Na terceira colocação, Robert Mennen e Jeremiah Bishop marcaram o tempo de 5h03.

No feminino, Annika Langvad e Ariane Kleinhans foram penalizadas na etapa anterior por pegar o caminho errado, acabaram na 4ª colocação na geral, mas voltaram a vencer e recuperaram a liderança.

Veja todos os resultados

Fonte: BikeMagazine

Specialized cria fundação para favorecer crianças por meio do ciclismo‏


A Specialized está ampliando seu compromisso de oferecer futuro mais saudável às crianças com sua Ong, "The Specialized Foundation", dedicada ao financiamento de pesquisa e programas para melhorar a vida das crianças por meio do ciclismo. A Fundação iniciou suas atividades ao participar da cúpula do "Partnership For A Healthier America", projeto do setor privado nos EUA que visa garantir a saúde da juventude, no início de março, em Washington DC. A cúpula envolve líderes e formadores de opinião em vários segmentos sociais, reunidos com o objetivo de preparar um futuro mais saudável.

No último ano a Specialized patrocinou pesquisas e programas com alunos do ensino médio em abrangência nacional nos Estados Unidos. Os primeiros indícios apontaram que as crianças com TDAH - Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade, e também aquelas que não apresentam o quadro, ao participarem de atividades relacionadas ao ciclismo, podem preparar melhor seus cérebros para a aprendizagem.

"Como uma empresa de ciclistas apaixonados, reconhecemos intuitivamente os benefícios do exercício e do ciclismo em nossa concentração. Porém, fomos surpreendidos pelos resultados dos estudos que apresentaram potencial de uma nova ferramenta de gestão para as crianças e suas famílias", afirmou Mike Sinyard, fundador e CEO da Specialized. "Como alguém pessoalmente afetado, pai de uma criança diagnosticada com TDAH, espero que esta pesquisa proporcione uma nova esperança para crianças e suas família no que diz respeito às desordens de atenção e que catalize a educação física como prioridade nas escolas", completou Mike.

Para entender melhor os benefícios e a ciência em relação à prática do ciclismo na juventude, a Specialized se uniu à "RTSG Neuroscience", consultoria de negócios, que cria intervenções de grande porte a partir do exercício para beneficiar grupos de pessoas. Desta forma, a RTSG faz pesquisas mostrando como o ciclismo pode ser uma opção não-farmacológica para as crianças e ainda ajuda a gerir as dificuldades e sintomas de falta de atenção provocados pelo TDAH.

O estudo inicial mediu cientificamente os efeitos do ciclismo na capacidade de atenção de 47 alunos com idades entre 11 a 14 anos, das escolas Kennedy e Wilson, de ensino médio na cidade de Natick, em Massachusetts. Os participantes pedalaram ao ar livre cinco vezes por semana durante 30 minutos diários antes da escola, por um mês. O projeto analisou os lados cognitivo, emocional e social, bem como o equilíbrio físico e alterações antes, durante e depois do programa.

"Estes resultados são profundos e têm o potencial de mudar a nossa forma de lidar com os sintomas de crianças com transtornos de déficit e dificuldades de atenção", deduziu Lindsay Thornton, psicóloga do esporte, a partir de técnicas de imagem cerebral, ciência do esporte e medidas de desempenho físico. "Os resultados também indicaram que pode haver fatores do ciclismo que o tornam particularmente eficaz quando o exercício beneficia o cérebro", considerou Thornton.

O estudo concluiu que o programa de ciclos levou os alunos a um aumento positivo, em relação à melhorias sob vários aspectos da atenção, bem como os benefícios a longo prazo na cognição dos adolescentes. A Ong "The Specialized Foundation" vai colaborar com escolas e lojas de bicicletas locais para implementar o ciclismo no currículo dos programas de educação física. O objetivo é oferecer método comprovado em pesquisas para aprimorar a aprendizagem. As crianças teriam mais possibilidades de sucesso acadêmico por meio de uma atividade que amam praticar.

Fonte: esporte.surgiu.com.br

Vai pedalar? Confira dicas para proteger a coluna e desfrutar da magrela

Deve-se permanecer com a postura ereta em cima da bicicleta, com apoio das mãos no guidão
Foto: Divulgação/Prefeitura do Recife
É pedalando que muita gente deixa o estresse de lado, melhora a frequência cardíaca e, até mesmo, elimina quilos extras. Eleita pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o transporte ecologicamente mais sustentável do planeta, a bicicleta oferece qualidade de vida ao usuário. É preciso, contudo, usá-la corretamente para não prejudicar a saúde.

O neurocirurgião da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) Vinicius Benites, especialista em doenças da coluna, explica que a prática do ciclismo deve ser acompanhada de reforço muscular para a musculatura, o que pode ser feito através da musculação. Isso vale para quem usa a bicicleta como meio de transporte, para aqueles que gostam de pedalar apenas no fim de semana e para os profissionais.

Dicas para aproveitar os benefícios de andar de bicicleta:

- Para ciclistas de fim de semana ou iniciantes: É importante que a posição na bicicleta seja confortável. Se um iniciante tentar adotar a posição do ciclista profissional que visa a alta performance, ele não se sentirá natural – e o incômodo tende a piorar com o passar do tempo em cima da bicicleta, o que pode acabar com o entusiasmo inicial. Deve-se permanecer com a postura ereta em cima da bicicleta, com apoio das mãos no guidão.

- Para ciclistas profissionais: Deve-se adotam a posição com apoio dos cotovelos sobre o guidão, pois é a mais favorável para uma melhor performance. Como são atletas, acabam complementando seus treinos com fortalecimento da musculatura do “core” (centro), que é quem sustenta a coluna lombar. Por isso, conseguem resistir longos trajetos de forma confortável.

- Para os ciclistas que usam a bicicleta como meio de transporte: É importante pedalar com a coluna o mais ereta possível. Se possível, ciclistas devem fortalecer a musculatura que protege a coluna lombar, a fim de evitar transtorno com o passar dos anos.

E antes de começar a andar de bicicleta, não deixa de consultar um médico, capaz de avaliar seu condicionamento e resistência física. Não se esqueça de fazer uso de acessórios de proteção como capacete, cotoveleiras, joelheiras e luvas de ciclismo.

Fonte: blogs.ne10.uol.com.br

Claudia Franco - Desafio Pessoal

Em celebração ao Dia Internacional da Mulher resolvi fazer uma homenagem especial saindo da minha zona de conforto e impondo um novo auto desafio.

Foto: divulgação
Na prática do ciclismo aprendi que, para evoluir, para crescer é necessário sair da rotina, é importante deixar a preguiça de lado e a aparente estabilidade da rotina.

Superar desafios não é algo que acontece de uma hora para outra, é um processo relativamente complexo. O bom de estabelecer desafios e superá-los é poder perceber as próprias mudanças ao longo do processo e também os pontos fracos e fortes. O maior benefício é o autoconhecimento e se tornar capaz de superar problemas de forma mais equilibrada. Exige não só força de vontade, mas também planejamento, preparação, comprometimento e não desistir quando os obstáculos surgirem.

Em 2014 estive no Pico do Jaraguá algumas vezes e na última ocasião consegui subir e descer o pico 3 vezes. O Pico do Jaraguá é o ponto mais alto da cidade de São Paulo, elevando-se a uma altitude de 1.135 metros. Situa-se a oeste da serra da Cantareira. Nos seus arredores foi criado o Parque Estadual do Jaraguá, para conservação da área.

Em homenagem a todas as mulheres resolvi quebrar o meu recorde pessoal. Como já havia feito 3 subidas e descidas, no dia 6 de março, realizei 4 subidas e 5 descidas. Foi um treino excelente e vários momentos de avaliação da vida, da minha condição de mulher em um esporte cuja grande maioria dos praticantes é do sexo masculino.

Outro fator muito relevante é a minha a idade. Depois de passar dos 50 anos, este ano completo 54, fui tomada fortemente pela sensação de que o tempo e a vida são curtos demais. É um desejo imenso de fazer o máximo possível enquanto há saúde e disposição (respeitando os limites físicos pessoais) mesmo que o desempenho seja bem menor ao de décadas anteriores, o que é mais que natural!

Percebi que uma maneira de me manter jovem é focar a mente em atitudes positivas, planejar e estabelecer novos desafios.

A todas as mulheres dedico o meu novo recorde pessoal! Reciclem a vida, desafiem-se!

Fonte:  ciclofemini.com.br  - por:Claudia Franco

Ciclo Vídeo: Sistema de lavagem de bikes na Cape Epic

Você já viu como são lavadas as bikes depois de cada etapa na ultramaratona Cape Epic?

Apesar de ser legal a organização oferecer o serviço, jogar água com muita pressão ao lavar a bike pode danificar certas partes, principalmente, rolamentos.

​Curta o vídeo!

 

SolaRoad: a primeira ciclovia solar do mundo!


Já pensou na possibilidade de converter luz solar da superfície de uma ciclovia ou de grandes rodovias em eletricidade? Então, a SolaRoad apresenta essa ideia na prática, através de um conceito único refletido em uma rede inovadora e pioneira na coleta de energia limpa.

Inaugurada oficialmente no final do ano passado, na Holanda, mais precisamente na cidade de Krommenie, a ciclovia de 450 km é apenas o começo de um projeto que pretende transformar todas as rodovias em uma fonte inesgotável de energia sustentável.


E como funciona?
A ideia por trás da SolaRoad é simples: a luz solar que cai na superfície do solo é absorvida por células solares e convertida em eletricidade – ou seja, a superfície da estrada é transformada em um grande painel solar.


Qual a tecnologia utilizada?
As lajes utilizadas no projeto são constituídas por módulos de concreto de 2,5 por 3,5 metros, com uma camada de topo transparente de vidro temperado, com cerca de 1 centímetro de espessura. Abaixo do vidro ficam as células solares de silício cristalino.


A camada superior mostra imediatamente uma diferença importante em relação à superfície da estrada tradicional. Precisa ser translúcida para captar a luz solar e repelir a sujeira tanto quanto possível. Ao mesmo tempo, precisa ser resistente a derrapagens e suficientemente forte, a fim de servir como uma superfície segura.


O objetivo final é a realização do sonho em escala máxima, cobrindo grande parte das estradas da Holanda. A eletricidade gerada pode ser utilizada para iluminação pública, sistemas de tráfego, veículos elétricos e rede familiar.

Fonte: www.apaixonadoporbike.com.br

Strava anuncia que está pronto para o relógio Apple

Apple Watch terá lançamento mundial dia 24 de abril
O Strava anunciou na terça-feira (10 de março) que está pronto para o relógio da Apple, que terá lançamento mundial no dia 24 de abril. O aplicativo mais usado pelos ciclistas promete fazer do Apple Watch um visor com resumo personalizado e resultados em tempo real.

Com o Strava, o relógio vai avisar quando o ciclista se aproximar de um segmento conhecido. Além disso, durante o trajeto, o atleta poderá acompanhar o cronômetro e ver o tempo do segmento no final. Outra funcionalidade é o resumo de atividades semanais, exibido em destaque. No fim do exercício, o relógio mostrará o resumo da atividade, sincroniza e transfere os dados para a página do Strava.

Segundo foi anunciado no evento de lançamentos de produtos e serviços da Apple, nesta segunda-feira (9), em Cupertino, no estado americano da Califórnia, a pré-venda do Apple Watch começa dia 10 de abril na Alemanha, Austrália, Canadá, China, EUA, França, Hong Kong, Japão e Reino Unido. Ainda não há informações sobre venda no Brasil.

Tim Cook na apresentação dos produtos em evento em Cupertino
O público terá três modelos disponíveis. O Apple Watch Sport custará a partir de US$ 349, podendo chegar a US$ 399, a depender do tamanho. Já a versão intermediária, chamada apenas de Apple Watch custa a partir de US$ 549, podendo chegar a US$599 no modelo mais avançado.

Há ainda o Apple Watch Edition, feito de ouro 18 quilates. O modelo de entrada, com pulseira esportiva, sai por US$ 10 mil, podendo chegar a US$ 15 mil na versão maior e com pulseira com detalhes em ouro. Os três modelos chegarão com sistema operacional iOS 8.2.

Biker encara o abismo da White Line, em Sedona

Um local chamado White Line, em Sedona (Arizona, EUA), é um daqueles lugares que desafia o limite entre a aventura e a loucura. O biker polonês Michal Kollbek foi um dos que se arriscaram por ali nesta semana e, no Instagram, descreveu a pedalada como “uma das coisas mais assustadoras que eu fiz em uma bike”.

Veja os Vídeos:

MAIS SOBRE A WHITE LINE

Quintana é o campeão da Tirreno-Adriático; Cancellara vence crono

Nairo Quintana e o Tridente, troféu da Tirreno-Adriático
A Tirreno-Adriático terminou nesta terça-feira (17 de março) com a confirmação do título de campeão do colombiano Nairo Quintana (Movistar). A última etapa, um contrarrelógio de 10km à beira-mar, em San Benedetto del Tronto, teve Fabian Cancellara (Trek) como vencedor.

Nairo Quintana na crono que encerrou a Tirreno-Adriático
Nairo Quintana começou a temporada no Tour de San Luis, na Argentina, dizendo que ainda não estava 100% e terminou em 3º na geral. Na Tirreno-Adriático, sua primeira competição na Europa em 2015, esperou a etapa rainha para abrir vantagem na classificação geral, e debaixo da neve, mostrou sua boa forma – sem “pôquer face”.

O colombiano, primeiro sul-americano a vencer o Giro D’Itália, no ano passado, é sério concorrente ao Tour de France. Disso não há dúvidas. Na etapa, Quintana ficou a 55 segundos de Cancellara, na 55ª colocação, mas com tempo suficiente para levar o Tridente, o troféu da prova, para casa.

Fabian Cancellara foi o mais rápido na crono final
Já Cancellara se vingou de Adriano Malori, que o derrotou na crono de abertura. O suíço marcou o tempo de 11min23s e o italiano foi o vice, a 4 segundos. Cancellara chegou a registrar velocidade média superior a 52km/h. Vasil Kiryienka (Movistar) foi o 3º, a 9 segundos. Essa foi a 3ª vez que Cancellara venceu a crono final na costa do Adriático; as anteriores foram em 2011 e 2012.

Na geral, Quintana encerrou com vantagem de 18 segundos para Bauke Mollema (Trek Factory Racing) e de 31 segundos para o colombiano Rigoberto Uran (Etixx-QuickStep), que ficaram em 2º e 3º. Thibaut Pinot (FDJ) foi o 4º colocado, a 35 segundos, e Alberto Contador (Tinkoff-Saxo) encerrou no 5º lugar, a 39 segundos.

Alberto Contador na crono final
Contador marcou o melhor tempo entre os Top 10 na crono e cruzou a 32 segundos, na 15ª colocação, mesmo tempo de Vincenzo Nibali (Astana), em 17º. Nibali encerrou a competição em baixa, deixando em dúvida, inclusive, sua participação na Milão-San Remo, neste domingo (22 de março).

Já Peter Sagan (Tinkoff-Saxo), que tem sérias intenções na La Classicissima Milão-San Remo, poupou as pernas ao extremo. Até exagerou… Pedalou o mais devagar que podia, terminou em último, a quase 3 minutos de Cancellara e quase colocou em risco sua vitória na classificação por pontos. Teve quem não entendeu.

OS 5 PRIMEIROS DA ETAPA
1 – Fabian Cancellara (Sui) Trek Factory Racing 00:11:23
2 – Adriano Malori (Ita) Movistar 00:00:04
3 – Vasil Kiryienka (BLR) Team Sky 00:00:09
4 – Jonathan Castroviejo Nicolas (Esp) Movistar 00:00:12
5 – Maciej Bodnar (Pol) Tinkoff-Saxo 00:00:16

TOP 10
1 – Nairo Alexander Quintana Rojas (Col) Movistar Equipe 25:11:16
2 – Bauke Mollema Racing (Hol) Trek Fábrica 00:00:18
3 – Rigoberto Uran Uran (Col) Etixx – Quick-Step 00:00:31
4 – Thibaut Pinot (Fra) FDJ.fr 00:00:35
5 – Alberto Contador Velasco (Esp) Tinkoff-Saxo 00:00:39
6 – Stephen Cummings (GBR) MTN – Qhubeka 00:00:40
7 – Wouter Poels (Hol) Team Sky 00:00:56
8 – Domenico Pozzovivo (Ita) AG2R La Mondiale 00:00:59
9 – Adam Yates (GBR) Orica GreenEdge 00:01:09
10- Roman Kreuziger (Tche) Tinkoff-Saxo 00:01:11

VEJA VÍDEO

 

Fonte: BikeMagazine

terça-feira, 17 de março de 2015

Cape Epic: Abraão e Brentjens vencem 1ª etapa e lideram na Máster

No percurso da 1ª etapa da Cape Epic Foto: Sam Clark/Sporzpics
Abraão e Brentjens na chegada da 1ª etapa
A dupla formada pelo brasileiro Abraão Azevedo e o holandês Bart Brentjens venceu nesta segunda-feira a primeira etapa da ultramaratona na África do Sul, após ficar em 2º no Prólogo, disputado no domingo, na categoria Máster.

Abraão e Brentjens, que são bicampeões da prova, abriram vantagem de 1min56s para a dupla formada pelos sul-africanos Nico Pfitzenmaier e Robert Sim. Vale lembrar que Abraão Azevedo já fez dupla com Nico e venceu a competição em 2013.

A etapa percorreu 113 quilômetros, com largada e chegada em Oak Valley Wine Estate.

Na Elite, o suíço Christoph Sauser e o tcheco Jaroslav Kulhavy também se recuperaram do 3º lugar no Prólogo e, nesta segunda, cruzaram em 1º, com a dupla Karl Platt e Urs Huber em 2º, a 51s, e a dupla José Hermida e Rudi Van Houts em 3º, a 1min14s.

Sauser e Kulhavy na vitória da 1ª etapa Foto: Shaun Roy/Sportzpics
Etapa teve largada e chegada em Oak Valley Wine Estate
Foto: Sam Clark/Sporzpics
Sauser e Kulhavy cruzaram com o tempo de 4h47min39s. No feminino, a dupla Annika Langvad e Ariane Kleinhans venceu a segunda seguida. Nesta terça-feira, a 2ª etapa vai percorrer 92 quilômetros.

Fonte: Bikemagazine

Tirreno-Adriático: Quintana enfrenta neve, vence etapa rainha e lidera

A previsão do tempo indicava neve em Terminillo, mas a organização da Tirreno-Adriático manteve o percurso da etapa rainha, neste domingo (15 de março). A conquista foi de Nairo Quintana (Movistar), que faturou a etapa e a classificação geral. Sua imagem rodeado pela paisagem branca já entra para a galeria das memoráveis vitórias do ciclismo.

Nairo Quintana vence etapa rainha da Tirreno-Adriático
Na etapa de 194 quilômetros, Quintana atacou a 5 quilômetros da chegada, manteve o ritmo e cruzou sozinho, com 41 segundos de vantagem para Bauke Mollema (Trek Factory Racing). O terceiro foi Joaquim Rodríguez (Katusha), a quase 1 minuto, junto com Rigoberto Uran (Etixx-QuickStep) e Alberto Contador (Tinkoff-Saxo), que ficaram em 4º e 5º, respectivamente.

Na chegada em Terminillo
Quando a neve começou a cair, a 5 quilômetros da meta, o colombiano olhou para os adversários e atacou pelo lado esquerdo. Contador respondeu rapidamente, outros o seguiram, mas Quintana já havia traçado seu caminho. Contador tentou muito, mas foi o holandês Mollema que teve mais pernas.
No percurso da 5ª etapa da Tirreno-Adriático
Chamou a atenção a expressão de esforço extremo de Quintana, que costuma manter sua “pôquer face”, como já observado em outras competições. Ou será que era apenas a neve? Seja como for, em sua primeira vitória na temporada, o colombiano ganhou moral, a duas etapas do fim da Tirreno-Adriático, que terá nesta segunda-feira uma etapa de 210 quilômetros e, no final, na terça-feira, uma prova de contrarrelógio de 10 quilômetros.

OS 5 PRIMEIROS DA ETAPA
1 – Nairo Quintana (Col) Movistar 05:26:03
2 – Bauke Mollema (Hol) Trek 00:41:00
3 – Joaquim Rodríguez (Esp) Katusha 00:55:00
4 – Rigoberto Urán (Col) Etixx-QuickStep m.t.
5 – Alberto Contador (Esp) Tinkoff-Saxo m.t.

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 – Nairo Quintana (Col) Movistar 19:54:45
2 – Bauke Mollema (Hol) Trek 00:39:00
3 – Rigoberto Urán (Col) Etixx-QuickStep 00:48:00
4 – Thibaut Pinot (Fra) FDJ 00:57:00
5 – Alberto Contador (Esp) Tinkoff-Saxo 01:03:00
6 – Adam Yates (GBR) Orica-GreenEdge 01:04:00
7 – Domenico Pozzovivo (Ita) AG2R La Mondiale 01:06:00
8 – Joaquim Rodríguez (Esp) Katusha 01:07:00
9 – Steven Cummings (GBR) MTN-Qhubeka 01:12:00
10 – Wouter Poels (Hol) Team Sky 01:13:00

VEJA VÍDEOS
ÚLTIMO QUILÔMETRO

Fonte: BikeMagazine

Cape Epic: melhores momentos da 1ª etapa

Veja os melhores momentos da 1ª etapa da Cape Epic, na África do Sul, com imagens Go Pro

Segunda etapa do Circuito Ecobike de Pernambuco é sucesso em Santa Cruz do Capibaribe

Santa Cruz amanheceu colorida com o céu azul e o sol dando aquele brilho mais que especial.

Foi assim que todos estavam domingo (15/03), com uma só alegria no rosto e aquela vontade de participar da Segunda Etapa do Circuito Ecobike de Pernambuco, que teve total apoio da Iran Bike fazendo bonito e preparando toda estrutura para que o evento acontecesse da melhor maneira, digno de receber a multidão que veio de vários estados.

Numa demonstração de força e da grande quantidade de adeptos do ciclismo que temos em Santa Cruz, o evento contou com a participação de aproximadamente quinhentos ciclistas, sendo a grande maioria de nossa cidade, que a cada dia que passa, muitos amigos se juntam aos tantos que já temos aqui e só aumenta este número consideravelmente.

Seja homem, mulher ou criança, não importa a idade, aqui temos passeios e pedaladas que são realizadas todos os dias, todas as horas, e de todos os níveis, bastando apenas você procurar um grupo que melhor se enquadre no seu perfil físico e de resistência. Portanto eu convido a você que não participou, mas que viu a beleza e grandiosidade deste evento para que busque uma turma legal e comece já a praticar este esporte que além de lhe proporcionar muita saúde ainda lhe trará muitas boas amizades.

Mas estamos aqui para falar do evento que contou com dois percursos diferentes, um com aproximadamente 30km e naturalmente mais leve dando assim oportunidade aos iniciantes de poderem completar o circuito mesmo com o sol de mais de 40°, indo até o começo da Serra de Seu Naé voltando pelo olho dágua e o outro percurso tinha por volta de 45km e contou com a árdua tarefa de subir a Serra do Padre saindo de Manda Saia.

Desde o começo da manhã já víamos a movimentação no Rota do Mar Complex onde os amigos ciclistas chegavam de todos os lado trazendo aquela coragem e determinação sem se importar com o calor e a grande falta de nuvens no céu. daí em diante erá só alegria entre os irmãos se conhecendo, interagindo e fazendo novas amizades.

Os organizadores estavam prontos para receber a todos com um café da manhã regrado de muitas frutas, sucos e água garantindo a energia e animação de toda galera, pois sabiam da responsabilidade e do comprometimento que tinham para que o evento acontecesse com tranquilidade e paz.

A idéia principal deste evento é de aproximar o homem das belezas naturais do estado

Histórico do Circuito EcoBike
O Circuito Ecobike de Pernambuco surgiu em Janeiro de 2014, no município de Glória do Goitá, o Circuito é uma organização de uma agenda esportiva que é constituída por (12) grupos ciclísticos de Pernambuco, Bonde da Caxangá; Radical Bike de Glória do Goitá; Clube da Bike Limoeiro; Papa-Léguas Bike Clube de Feira Nova; Loucos Por Bike; Itaenga Bike; Mania Bike; Surubim Bike Adventure; Iran Bikes; Pedal Vicência; Grupo Trilha Bike de Paudalho e Nazaré Bike. O Circuito EcoBike tem como objetivo realizar trilhas ecológicas que proporcione o contato do homem com a mãe natureza, possibilitando a saúde e bem estar para os praticantes dessa modalidade esportiva.
(Fonte: Página do grupo no Face)

Registramos algumas imagens e com muita alegria dispomos aqui para que todos tenha a idéia do tamanho deste evento que ainda contará com a Terceira Etapa em Limoeiro.

Vamos conferir e ver se você que participou foi cliclado por nossas lentes.

Logo cedo ao sair para um pedal onde fui soltar a musculatura após uma semana de molho, vimos a presença de vários amigos na estrada vindo em direção a Santa Cruz, quer seja em toyotas carregados de bikes ou em seus carros particulares, sozinhos ou em companhia de amigos, como registramos a baixo.

Galera passando em Pão de Acúcar
 Já o ponto de saída a galera tomou conta do espaço da Rota do Mar e fez a festa...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois da concentração, vamos pegar a estrada e partir para o passeio verdadeiramente falando. Primeiro um giro leve pelas ruas da cidades...







































































































































































E assim ficamos por aqui contando com sua presença no próximo evento realizado na região para que juntos possamos pegar a bike e seguir em mais um pedal legal!