Subscribe:

Parceiros

.


sábado, 30 de julho de 2016

GloboNews exibe hoje o documentário ‘A Corrida do Doping’, de Paulo Markun

Às 20h, filme traz entrevistas com esportistas Yulyia Stepanova (que denunciou uso de substâncias na Rússia) e Lance Armstrong, além de especialistas brasileiros e internacionais


A poucos dias dos Jogos Olímpicos do Rio, o tema doping continua em alta na pauta dos noticiários nacionais e internacionais. É nesse momento que o jornalista, escritor e cineasta Paulo Markun lança o documentário “A Corrida do Doping”, que a GloboNews exibirá no dia 30 de julho, às 20h.

Com 72 minutos de duração, o filme da Arapy Produções/Globo Filmes traz mais de uma dezena de nomes de peso que comentam, opinam e dão suas posições a respeito do doping e do mercado de substâncias que abastece atletas e jogadores no Brasil e em outros países. Afinal, o uso de drogas proibidas para turbinar o corpo e a performance de esportistas e atletas de ponta (e, em tese, garantir o pódio) não é prática nova. Mas a expansão do uso e o fácil acesso às novas e modernas substâncias aparecem hoje no mesmo momento de um maior controle exercido pelos organismos internacionais.

Como resultado do trabalho atualmente desenvolvido para detectar o uso do doping no mundo esportivo, a Rússia -- já com seu atletismo fora da Olimpíada devido ao uso de substâncias proibidas --, poderá ser banida dos jogos do Rio. Neste domingo, dia 31, o Comitê Olímpico Internacional (COI) divulga a decisão final referente ao país motivada pela acusação de doping extensivo entre a grande maioria de seus atletas, em esquema patrocinado pelo Estado russo.

  O projeto

         “A Corrida do Doping” nasceu do encontro entre o jornalista Paulo Markun e o documentarista francês Xavier Deleu, que já trabalhava com o tema. A parceria, que não se transformou em coprodução porque os dois países ainda não têm acordo que facilite esse tipo de projeto, permitiu a Xavier registrar depoimentos e histórias sobre o tema no Brasil e a Markun ter acesso ao material filmado pelo francês. O documentário brasileiro é resultado de uma parceria entre a Arapy Produções com a Globonews e a Globo Filmes. Com foco nos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro. “A Corrida do Doping” procura responder a uma pergunta-chave: serão estas as competições mais limpas ou mais sujas dos últimos tempos?

Os personagens de “A Corrida do Doping” são muitos. Do lado nacional estão, por exemplo, Eduardo de Rose, médico especialista em medicina esportiva e integrante do comitê da Wada (Agência Mundial Antidoping); Flávio Gikovate, psiquiatra, psicanalista e escritor; Francisco Radler, diretor do LBCD (Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem); e Marco Aurélio Klein, secretário-executivo da ABCD (Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem).

Entre os estrangeiros, dão seus depoimentos e explicações Dick Pound, presidente da Comissão Independente da Wada; Olivier Niggli, diretor da Wada; Christophe Bassons, ciclista francês que se negou a utilizar substâncias ilegais e acabou excluído dos circuitos oficiais do esporte (hoje ele é atleta amador); e Lance Armstrong, ciclista americano vencedor de 7 Tours de France (entre 1999 e 2005), que perdeu todas as medalhas após a descoberta do uso de doping.

Finalmente Yulyia Stepanova, russa, campeã dos 800m (2011). Ela e o marido, Vitaly Stepanova, ex-funcionário da Agência Russa Antidoping, denunciaram o uso sistemático de produtos proibidos entre os atletas do país. Na sequência, investigações da Agência Mundial Antidopagem chegaram a provas de doping generalizado no atletismo russo, com apoio do estado; e muita corrupção. Excluída do esporte, Yiulia, que hoje vive nos EUA, finalmente recebeu autorização da Associação Internacional das Federações de Atletismo para participar de competições internacionais sob bandeira neutra.

Na corda bamba

Criado em 1989 como Ladetec, o LBCD (Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem) teve a licença cancelada em 2013 em decorrência de divergências em análises enviadas à Wada. Em maio de 2015 foi recredenciado para atuar no controle de dopagem de eventos-teste e nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016. Um novo episódio teve início a 26 de junho, quando o Laboratório Brasileiro foi descredenciado de novo, preventivamente, pela Agência Mundial Antidoping, que alegou “erros procedimentais” no trabalho. O LBCD teve 21 dias para recorrer. Na quarta-feira, dia 20 de julho, a Wada anunciou o fim da suspensão, o que significa a liberação do laboratório para a realização dos exames de doping nos Jogos Olímpicos.

Documentário “A Corrida do Doping”
Direção: Paulo Markun
Produção: Arapy Produções/Globo Filmes
Duração: 72 minutos
Exibição: dia 30 de julho
Horário: 20hs
Canal: Globonews
Informações: Atelier de Imagem e Comunicação

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Ciclo Vídeo - Motorista atira em ciclista depois de perder briga

Esta postagem serve de alerta para todos nós que pedalamos por ai, pois apesar do perigo evidente de um acidente que corremos devido a falta de segurança em nossas estradas, ainda temos de lidar com pessoas deste tipo que se acham donos da razão e covardemente resolvem as coisas de uma forma tão injusta.

Este crime aconteceu em Manila, nas Filipinas. Depois de perder em uma briga, o motorista identificado como Vhon Tanto da quatro tiros com uma .45 no ciclista Mark Vincent Geralde que infelizmente faleceu.



Não briguem no trânsito. Sejam pacientes, mesmo que você esteja com a razão.

Bicicleta entra na pauta das eleições em Belo Horizonte

Com um trânsito cada vez mais caótico, a mobilidade urbana será uma das principais pautas de discussão entre as candidatas e candidatos à prefeitura de Belo Horizonte e também deverá ocupar agenda de quem disputará as vagas à vereança.


Foi pensando em incluir as discussões sobre o uso da bicicleta como modo de transporte que a BH em Ciclo ingressou na campanha Bicicleta nas Eleições. Elaborada pela UCB - União de Ciclistas do Brasil e baseada em experiências exitosas em eleições anteriores, a campanha já está em andamento em 45 municípios em todo o Brasil.

A Bicicleta nas Eleições tem como objetivo a elaboração de propostas a serem entregues aos candidatos para promover a ciclomobilidade na capital mineira. Temas como melhoria da infraestrutura cicloviária, redução da velocidade das vias, integração entre diversos modais e campanhas educativas voltadas para motoristas e motociclistas estão na ordem do dia.

As propostas foram discutidas em reuniões da BH em Ciclo, com a ajuda de outros coletivos da cidade. Para sua elaboração, foram usadas também mais de 400 respostas enviadas à BH em Ciclo durante a aplicação da pesquisa Descobrindo como #BHPedala.

Para mais informações acesse o site www.bicicletanaseleicoes.org.br.

Fonte: Pedal.com.br

terça-feira, 26 de julho de 2016

Onde é o Pedal Hoje? Se destaca no Eco Bike

Onde é o pedal hoje?

Hoje e sempre, a cada dia um novo roteiro, uma nova emoção.

Esta é a turma que está marcando presença em todos os eventos de ciclismo de nossa região.

Alguns dos integrantes do Grupo Onde é o pedal hoje?
Domingo é dia de juntar a turma e sair por aí esbanjando alegria e curtindo a vida da melhor maneira possível.

Dia de Eco Bike em nossa cidade é especial e tem que ter a presença destes amigos que fazem a festa ficar mais bonita.


São homens destemidos e mulheres de fibra que não temem obstáculos, e metem o pé na estrada sem medo do que vem pela frente, por que a cada curva, uma surpresa os esperam. É preciso atenção nas trilhas e foco em seus objetivos.

E o objetivo principal desta turma é fazer boas e sadias amizades, ter um contato mais próximo com a natureza e principalmente cuidar da saúde através do exercício físico.


De parabéns estão todos que fazem parte do grupo de pedal Onde é o pedal hoje?, que compareceu maciçamente no Eco Bike da moda, mostrando que a cada dia que passa, o grupo se firma como um dos mais presentes nos eventos ciclísticos.


Além do Onde é o Pedal Hoje?, muitos outros grupos estiveram no Eco Bike, e nós fazemos questão de divulgar nossos amigos parceiros de bikes, mostrando que não há disputa entre nós, mas sim uma união que se fortalece a cada encontro.

Alguns dos grupos que vieram prestigiar o Eco Bike da Moda
 


 





A galera de Santa Cruz compareceu em massa.
 

 

 

 


 

 


 




Parada obrigatória no Bar da Pedra onde a turma se organiza para voltar todos juntos pra casa

 

 


 


De volta ao ponto de partida com a gostosa sensação de dever cumprido esperando o próximo pedal para novamente reunir a turma e viver bons momentos.







finalizamos nossa matéria com as palavras do presidente do Grupo ONDE É O PEDAL HOJE?, o nosso amigo Jânio Xavier.

Este foi o quarto Desafio da GALERA ONDE É O PEDAL HOJE?  no ECOBIKE DA MODA em SCC PE com a participação de toda a galera do grupo, juntamente com as mais de mil pessoas pedalando um percurso de 40 km. 

Muito legal o pedal organizado pela TURMA DO BATOM e HILL BIKES , obrigado pela sua atenção e a participação de todos os grupos.

 Agradecemos a Deus e segundo aos nossos patrocinadores que nos apoiam para continuar nessa luta ! 

Que são eles:‪

#‎Sportcompany‬
‪#‎F‬.Bikes
‪#‎CIABIKE‬ 
‪#‎SnakyGymacademia‬
‪#‎Aviamentosbrasil‬
‪#‎Amilbike‬
‪#‎palpitecerto‬
‪#‎Rotadaonda‬
‪#‎L‬.sol
‪#‎escoladinamica‬ 
‪#‎JL‬ construçao.
‪#‎ONDE‬ È O PEDAL HOJE? 

Fotos: GALERA ONDE É O PEDAL HOJE?

Ciclo Imagem: Em algum lugar por aí

Quando nos deparamos com a natureza, junto dos amigos, percebemos o quanto somos ricos e felizes.

A bike nos proporcionam estas imagens que ficam marcadas para sempre em nossa memória, e registramos aqui como forma de incentivo para que você também venha desfrutar conosco de momentos assim.

Onde é este local? Deixem nos comentários suas respostas
Foto: Alex Rocha

5 grandes motivos para pedalar

Há muitas razões pelas quais o ciclismo é bom para você e para o seu coração. Desde se sentir mais jovem até economizar dinheiro, aqui vão alguns benefícios que o ciclismo pode proporcionar.


É bom para você
Ciclismo é uma ótima maneira de melhorar a saúde do coração e definir o corpo. Duas viagens curtas – cerca de 30 minutos por dia – vão começar a beneficiar seu sistema cardiovascular.

Se sentir jovem de novo
Pedalar pode fazer você se sentir jovem de novo, conforme você aumenta a velocidade e sente no vento no rosto e no cabelo. Pedaladas liberam endorfina, os neurotransmissores que fazem você se sentir bem.

O ciclismo também pode ser uma atividade com interação social. Você aprende mais com outros ciclistas, faz amigos e tem mais segurança. É fácil encontrar grupos por pesquisas na internet.

Economiza seu dinheiro
Tirando o custo inicial da bike (e há muitas opções econômicas, além de poderem ser parceladas) os custos para manter uma bike rodando são baixos, e pedalar não exige habilitações nem documentos pela bicicleta. Além disso, você entra em forma enquanto pedala, podendo reduzir custos com academia, além de reduzir o custo do seu transporte.

Deixa você mais forte
Grande parte dos músculos são usados ao pedalar. Os que mais trabalham são os músculos das pernas, mas o abdômen e as costas estabilizam o corpo, enquanto o sistema dos ombros e braços suporta você sobre o guidão. O ciclismo fortalece várias partes do corpo, e conforme seus músculos se fortalecem, seu equilíbrio também aumenta.

É bom para o planeta
Um estudo revelou que a quantidade de carbono produzida durante o ciclismo é tão baixa que não chega a ser poluente, tornando esse veículo uma forma sustentável de transporte. Uma bike pode substituir seu carro ou o ônibus, especialmente para viagens curtas, e mais ciclistas significa menos congestionamento. Acessórios como cadeirinhas podem colocar as crianças na bicicleta também.

Fonte: Revista Bicicleta por British Heart Foundation