Subscribe:

.


terça-feira, 28 de março de 2017

MTB DO TRABALHADOR 2017



Este ano o evento acontecerá na Segunda-feira (1ª de Maio de 2017) e terá como ponto de concentração, largada e chegada, o estacionamento do maior parque de feira de confecções do Brasil,  O Moda Center Santa Cruz, que fica localizado as margens da PE 160.

A largada será às 10h da manhã.
                     
DAS CATEGORIAS:

Será um total de quinze categorias, sendo elas:

*Infanto/Juvenil (De 12 a 16 anos nasc. em 2001 a 2005) Percurso “C” (reduzido)
*Júnior (De 17 a 18 anos nasc. em 1999 a 2000) Percurso “B” (intermediário)
*Sub-23 (De 19 a 22 anos nasc. em 1995 a 1998) Percurso “A” (total)
*Sub-30 (De 23 a 29 anos nasc. em 1988 a 1994) Percurso “A” (total)
*Master “A” (De 30 a 34 anos nasc. em 1983 a 1987) Percurso “A” (total)
*Master “B” (De 35 a 39 anos nasc. em 1978 a 1982) Percurso “A” (total)
*Master “C” (De 40 a 44 anos nasc. em 1973 a 1977) Percurso “B” (intermediário)
*Master “D” (De 45 a 49 anos nasc. em 1968 a 1972) Percurso “B” (intermediário)
*Sênior (De 50 anos acima nasc. até 1967) Percurso “C” (reduzido)
*Elite Feminina (única) Percurso “C” (reduzido)
*Peso Pesado, Percurso "C" (reduzido)
*Especial (única) Percurso “C” (reduzido)
*Estreante (única) Percurso “C” (reduzido)
*Amador (única) Percurso “C” (reduzido)
*Duplas (única) Percurso “B”  (intermediário)

OBS; os atletas que participaram no ano de 2016 e subiram ao pódio nas cinco primeiras colocações, (1º ao 5º), na estreante, não poderão se inscrever nessa categoria, e sim, na categoria AMADOR ou na correspondente com a sua idade.

*Geral Masculina, será formada pelos cinco primeiros atletas que cruzarem a linha de chegada, que tenham feito o percurso "A" (total), independentemente se sua categoria por faixa etária.

DAS INSCRIÇÕES:

*Até o dia 10 de Abril de 2017, a taxa será promocional, apenas R$ 80,00 (Cem Reais).

- Para a categoria de duplas, a taxa será de R$ 150,00 (Cento e cinquenta Reais), para a dupla, até o dia 10 de Abril de 2017.

O pagamento da taxa de inscrição deve ser feito através de depósito nominal na conta corrente; 11886-5 da agencia; 0491 do Banco ITAU.

Após o depósito feito, o atleta deve ligar para confirmar o mesmo. A inscrição só será confirmada após a confirmação do pagamento.

OBS - 2: Para os bikes de Santa Cruz do Capibaribe, o pagamento das inscrições poderá ser feito também, nas lojas IRAN BIKE’S na Avenida Cesário Aragão, no Bairro São Cristóvão  e na HILL BIKE'S na entrada de Santa Cruz do Capibaribe-PE.

OBS - 5: Leia o regulamento no link; Regulamento, na página do blog mtbdotrabalhador que dispomos aqui para facilitar pra você.

Mais Informações: (81) 9 9148-7788 (Whatsapp) ou 9 9970-3997 (TIM)
Falar com Fernando Lagosta.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Beto: Nosso Campeão

Uma imagem que fala por sí.


Beto, O Leão leva as 24hrs do Brasil Ride

domingo, 26 de março de 2017

Pedal Ciclo Mania: Expedição Monteiro

E aí pessoal? Prontos para os 140 km de Santa Cruz do Capibaribe-PE até Monteiro-PB?

140Km foi o que disseram de início, mas para nossa sorte, foram apenas 130km de muita alegria, descontração e lazer.

Não sei para quem, porquê para mim foi um trajeto e tanto. Subidas, sol forte, e aquele cansaço gostoso depois de percorrer os exatos 130km, conquistando assim, uma marca pessoal inédita que não sei quando será superada. quem sabe, antes do que imagino.

Mas deixemos nossa marca pessoal e vamos falar um pouco do que foi este domingo de conquistas, amizades e superação.

Começa o dia e ás 5:00h da manhã estamos todos á postos para seguir viagem.

Ou quase todos, pois Alex Rocha pra variar, atrasou sua chegada devido um esquecimento ocorrido, quando ao sair de casa e chegar na freguesia, foi alertado pelo nosso amigo Baia que estava esperando no lugar errado, que Alex não  constava em sua cabeça, seu o capacete.

Resolvido os problemas de ambos, saímos ás 5:20 com destino a monteiro na Paraíba. Enquanto isso, Chico já estava chegando em Jataúba, já que ele saiu ás 4:00hrs abrindo os caminhos.

Para muitos um desafio, para outros que nos honraram com suas presenças, apenas mais um passeio. mas cada um seguiu no seu ritmo focado em chegar ao destino final, seja em que circunstância for...

Concentração em frente da Rota do Mar onde fizemos aquela oração que sempre fazemos antes dos pedais para pedindo proteção e segurança para que nada me mau aconteça conosco.

 
  
 
  
 

 
  
 

 

Feito os ritos iniciais, pegamos a estrada com a primeira parada prevista para 65km depois, ou seja, na cidade do Congo para repor a água e também comer algo que nos sustente por alguns quilômetros a mais,

 
   
 
  
 
  
 
  
 
  
 
  
 

 

 
  
 

 

Haja reta até o Congo
Até que foi rápido e nem tão sofrido assim. Depois de duas horas de pedal, aquela parada básica e necessária para reagrupar a turma e fazer aquela "boquinha". 

 

 

 

Feito isso, a viagem continua, mas a tristeza é presente no rosto de cada um, pois nosso parceiro Maxuel (Pipo), não apareceu, deixando claro para todos que teria desistido de continuar o passeio conosco..

Bem, já que nõ veio, bola pra frente, ou seria roda pra frente?.. o que for, vamos lá que anda temos mais 65km pela frente,

 

 

 

 

Saindo do Congo rumo a Sumé

 
  
 
  
 
  
 
  
 

John sempre puxando o pelotão
  
 
  
 
  
 

Tiago contando com a ajuda mais que desnecessária de Baia

 

Marcelo só na maciota...
Opa, galera dispersou... vamos reorganizar isso, esperar os retardatários (entre eles.. eu), e tirar aquela foto pra marcar quem realmente está presente no pedal.

  

 

20 amigos presente na imagem, mais dois que estavam do lado de cá
E vamu simbóra que o sol tá esquentando..

 

 

 

 

 
  
  

 

Ufa... tá chegando... mas nem se animem, é apenas Sumé, ainda falta muito chão, e as forças... cadê?

Sumé / Monteiro, adiante!
Mais uma parada para os que andam na frente comer aquele bode cuscuz com bode, os retardatários só tem direito a água pra não atrasar ainda mais a viagem

 
  
 
  
 

Eu e Tiago Bento, um atleta que nos orgulham pela sua competência nas
 corridas que participa. Incentivando a turma com sua presença

 

Tiago, Baia e eu (No espelho)

 

 

E o sol matando...
Seguindo para a parte final do pedal, chegamos ao trecho mais sofrido que foi de Sumé a Monteiro.
As forças acabaram, os energéticos não fazem mais efeito e a água está no fim.. tem que regar pra ver se dá pra chegar... As subidas aumentaram e  só vejo neguin abrindo o bico e procurando sombra... em vão... não tem sombra. resta apenas observar as placas e fazer a conta de quanto falta...


 

Enquanto isso a turma da frente nem esquentava...
Até parece que era na brinca

Falta pouco... teoricamente.. na prática parece que não tem fim...
Imagens de um pedal
Para nossa alegria, ja se ver Monteiro á frente. agora sim, deu pra animar.

 

 
  
 
  
 

 

Chegamos!!

É nós chegando e estes dois já curtindo Monteiro
Dfrankle e Anderson Barros
 

 

 

Ué... e Maxuel, não tinha desistido do pedal? Que nada, estava apenas admirando a paisagem do percurso e veio na maciota para alegria de todos, também completou a meta.

Abaixo vemos John que tá voando baixo, Suel que chegou tarde, mas chegou, e Chico que chegou cedo

 

Todo esforço vale apena quando vemos esta imagem
Agora é só relaxe... mais que merecido. Missão dada é missão cumprida e nós estamos felizes por ter alcançado o objetivo que nem foi tão sofrido assim.. (Será?)

 

 

Mais um maluco do pedal que percorreu 120km com a galera de Monteiro
Ahhh a água... até que enfim, refrescar o quengo, relaxar o corpo e renovar as forças..

Registrando a presença na transposição do velho Chico

 

 

 

 

 

 

Águas do São Francisco

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bem, foi bom mas acabou a brincadeira. É hora de voltar pra casa e o que nos espera nem fazemos idéia.. é almoçar, entrar no baú e fazer o caminho de volta.

Todos bem acomodados feito saco de feijão, é cada um por si procurando a melhor posição. Quer dizer, o melhor lugar para encarar os 130km entre bikes e bikeiros no pequeno espaço que nos foi reservado. É o que temos, então vamos fazer disso um bom momento para todos.

 

 

 

Uns sentados, outros de pé. o importante é que estão todos "bem acomodados".

 

 

 

Á esta altura, muitos já nos chamaram de loucos, malucos ou coisas do gênero. Mas passarão este título para Major e Nega Bá que acharam pouco ir até Monteiro, e voltaram pra casa no pedal sem pensar na distância que terão que encarar novamente. Isto sem contar o vento contra e o horário que não é nada convidativo. Passamos por eles entre o Congo e Jataúba por volta das duas horas da tarde.
Observação: Chegamos em Monteiro próximo das 11:30 e Dfrankle e Anderson Barros voltavam pra casa.
Agora aí são brutos

 

 

Bem, fomos informados que por incrível que pareça, eles chegaram "inteiro", e achando pouco, Majos deu uma esticadinha aqui na cidade para completar os 300km.

Como não temos nada com isso, preferimos fazer diferente e parar em Poço Fundo para snha.aborear aquele velho e bom doce caseiro em Mariquinha.

 

Ganha um doce quem descobrir quem é esse

 

 

 

 

 

 

  

Agora é a última parte da viagem, parando só em Santa Cruz

Apesar do aperto e dos "puns", a alegria se fez presente

 

Agradecendo a Deus pela proteção, por nos levar e trazer em paz, estamos em casa. 

Foi um dia e tanto que ficará marcado por muito tempo em nossas mentes. Conquistas, novas amizades, boas conversas e muitas risadas. Tudo isso supera qualquer dificuldade enfrentada. qualquer ladeira mais ingrime, qualquer sol que teima em querer queimar nossos miolos para que desistamos. Nada é maior que a satisfação de está entre amigos. Pessoas do bem que tem a finalidade de curtir um domingo diferente fazendo aquilo que gosta e que faz bem ao corpo e alma. 

Isso vale a pena. e pode nos chamar de loucos se quiserem. Somos loucos sim. Loucos por fazer aquilo que nos dá prazer e faz com que vivamos melhor conosco e com os que nos cercam.

 

 

 


Agora é ir pra casa, rever a família, encontrar os amigos e dividir com eles nossa alegria de ter conseguido.

Foi apenas mais um pedal que fizemos. Muitos outros virão. convido você a ser louco também e nos acompanhar... Semana Santa vem aí e a Pedalada da Paixão é uma ótima oportunidade para você provar a si mesmo que também é capaz.