Subscribe:

Parceiros

.


sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Deus te livre disto...

“Velodrorama”

Organização dos Jogos Olímpicos de 2012 promovem lançamento de brinquedo voltado para os fãs do ciclismo

"Velodrorama": 1º autorama de ciclismo
A loja oficial dos Jogos Olímpicos de Londres disponibilizou em seu site oficial a venda de um novo brinquedo, que com certeza fará sucesso entre os fãs do ciclismo.

O brinquedo consiste em um autorama baseado no ciclismo – ou seja, ao invés de simular um autódromo, a disputa é em um velódromo. O trajeto retangular e levemente ovalado é percorrido por duas bicicletas de pista, controladas pelos jogadores via controle remoto.

A pista de plástico mede 105 x 61 centímetros e contém duas minibicicletas. O brinquedo homenageia a seleção britânica, com suas cores e uniformes dos ciclistas e é vendido no site por 70 libras (cerca de R$ 200). Vale ressaltar que é recomendado para crianças maiores de 4 anos de idade.

Astana contrata Brajkovic

Ciclista esloveno assina contrato de dois anos com a equipe cazaque

A Astana confirmou nesta sexta-feira (30) que Janez Brajkovic assinou contrato por dois anos e integrará a esquadra cazaque até o final da temporada de 2013. A transferência da RadioShack para a Astana já havia sido divulgada nesta quinta-feira (29) no site oficial da Federação Francesa de Ciclismo.

Brajkovic confirmado na Astana
“Ele é um ciclista forte, que irá ocupar um cargo importante em nosso time. Brajkovic, junto a Roman Kreuziger, irá formar uma boa dupla para liderar a equipe nas grandes voltas. Além disso, os dois ainda serão beneficiados e tirarão proveito da experiência e dos conselhos de Alexander Vinokourov”, disse Giuseppe Martinelli, diretor geral da Astana.

A própria Federação Francesa de Ciclismo já dava como certo de que o atleta iria para a Astana, a partir do momento em que ele entrou em contato com Johan Bruyneel, diretor geral da RadioShack, para esclarecer que não seguiria na equipe. Brajkovic afirmou que não teria espaço com a nova fusão da RadioShack com a Leopard-Trek.

O novo integrante da Astana comentou nesta semana que estava estudando duas ou três propostas e que havia chegado a sua hora de buscar novos ares. “Não estou decepcionado com Bruyneel. Creio que qualquer diretor faria o mesmo se houvesse a oportunidade de fazer uma fusão deste tamanho. Ter os Schleck e Cancellara em uma equipe é fantástico, mas acho que chegou o momento de eu realizar uma mudança em minha vida. Estive ao lado de Bruyneel durante muito tempo”, disse Brajkovic.

O ciclista de 28 anos, terceiro colocado na Volta de Utah, foi forçado a abandonar o Tour de France deste ano durante a 5ª etapa, ao sofrer uma queda e fraturar a clavícula. O esloveno ainda conquistou a sétima colocação na Paris-Nice e na Volta da Romandia e a nona posição na Critérium du Dauphiné – prova pela qual foi campeão em 2010.

Por Fernando Bittencourt

Tudo por Londres

Seleção treina forte nos EUA para a 4ª etapa da Copa do Mundo, visando obter vaga nas Olimpíadas de 2012

Seleção Brasileira de Bicicross
A Seleção Brasileira de Bicicross está em território norte-americano, mais precisamente na cidade de Chula Vista, para disputar a 4ª etapa da Copa do Mundo de Supercross. O time está treinando intensamente no país há 15 dias para disputar a prova, tida como uma das mais fortes da modalidade.

O Brasil iniciará sua busca por medalhas nesta sexta-feira (30), com as primeiras tomadas de tempo e encerrará no domingo (2), com o objetivo de conquistar pontos válidos pelo ranking olímpico para prosseguir na briga por uma vaga nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

A equipe nacional estará representada por Renato Rezende, Igor Martins, Naiara Silva, Bianca Quinalha, Priscila Carnaval e Squel Stein, time que realizou alguns treinos específicos na Flórida durante duas semanas, preparação proporcionada pela Confederação Brasileira de Ciclismo, realizada em parceria com o Ministério do Esporte, visando oferecer aos brasileiros uma oportunidade de desenvolverem seus talentos.

Segundo o técnico Guilherme Pussieldi, a experiência tem sido muito importante para o grupo, que está muito motivado e achou bastante válida a oportunidade de vivenciar uma rotina de treinos com toda a infraestrutura necessária e o ambiente de uma grande competição internacional.

“Os pilotos treinaram forte nos últimos dias com trabalhos de musculação, saltos, velocidade e parte técnica. Estou muito confiante para a competição e acredito que conquistaremos ótimos resultados”, disse Pussieldi, confiante.

Infelizmente Leandro Miranda, um dos destaques do bicicross brasileiro, desfalcará a equipe, pois sofreu um acidente durante os treinos e fraturou os dois pulsos. “Estava muito animado em fazer parte do grupo, mas infelizmente acabei me machucando. De qualquer forma, nosso time estará muito bem representado, com atletas bastante focados e preparados”, concluiu o ciclista.

Mais informações no site oficial da Confederação Brasileira de Ciclismo

Por Fernando Bittencourt

Polêmica camisa

Dono da Cervélo vê irregularidades em vestimenta de Cavendish. Roupa pode não ser usada em competições

Cavendish em sua 1ª aparição com a nova camisa
O fotógrafo Tim Da Waele divulgou a primeira foto de Mark Cavendish vestindo seu novo uniforme: a camisa arco-íris, honraria conquistada após ele ter vencido a prova de estrada do Campeonato Mundial de Ciclismo, realizado no último domingo (25), em Copenhague, na Dinamarca.

A imagem levantou a ira de Gerard Vroomen, um dos fundadores e presidentes da Cérvelo. O executivo viu uma série de irregularidades na imagem e as listou em seu blog. Veja abaixo a lista de erros que Vroomen encontrou.

- Os anúncios na parte da frente e de trás da camisa precisam estar em uma área de 10cm (com exceção do fabricante do material esportivo, a MOA, neste caso). Obviamente o S da Specialized não está nessa área permitida.

- O logo da Lezyne não é permitido. Talvez eles possam colocar a camisa para dentro do short e isso resolveria esse problema (o que talvez não fosse muito “pró”).

- Os logos na lateral da camisa não são permitidos.

- No peito pode ter o logo da UCI, não do World Tour.

-O logo da UCI deve ser do lado direto do peito, não do esquerdo.

- Os logos nas listras arco-íris da gola devem ser da UCI, não de patrocinadores.

- As listras arco-íris nas mangas precisam ser, pelo menos, 35 milímetros a partir da borda da manga. Eu nunca entendi essa regra, nos velhos tempos as listras do arco-íris eram a borda da camisa e que isso deixou o visual mais agradável, mas eu discordo.


Após listar todos esses problemas na camisa de Mark Cavendish, Vroomen – entendido do assunto já que Thor Hushovd, ciclista da Garmin-Cérvelo, utilizou o ano inteiro a camisa arco-íris e o logo da sua empresa teve de adaptar a essas regras – ainda questionou se a União Ciclística Internacional iria aceitar essa camisa, pois ela fere as normas da entidade máxima do ciclismo. O executivo ainda terminou seu post dizendo que se mudanças não forem feitas, a multa mínima por evento é de 10 mil francos suíços – cerca de R$ 20 mil.

Mas os indícios são de que essa camiseta é apenas uma peça promocional e que não será utilizada em provas. O próprio Mark Cavendish deu mostras disso ao publicar em seu twitter que a vestimenta ainda não tinha sido entregue para ele, aumentando ainda mais os boatos de que a “polêmica camisa” não deverá ser utilizada em competições.

Por Daniel Balsa

Bicicleta gera lucros no turismo esportivo europeu

O turismo ligado à prática de esportes está virando tendência na Europa, conforme apontou uma pesquisa do World Travel Monitor, órgão de informações especializado em turismo.

Segundo a pesquisa, nos últimos cinco anos houve um significativo aumento no número de turistas europeus que viajaram para praticar esportes, ultrapassando o número de viagens em cruzeiros marítimos, que costumavam ser o destino preferido dos europeus em férias.

Os alemães são os maiores entusiastas do turismo esportivo, respondendo por 42% dos 9 milhões de viagens do tipo feitas por europeus fora de seus países. Com 14% de participação, os holandeses ficaram em segundo lugar na pesquisa. Em outros países europeus, o turismo esportivo responde por apenas 6% das viagens realizadas ou até menos.

Entre os viajantes que escolhem esse tipo de turismo, a Áustria é o destino mais popular, atraindo 24% do mercado. Em seguida aparecem Itália e Alemanha, com 11% de preferência cada.

As atividades esportivas mais populares entre esses turistas são trilhas (38%) e tours de bicicleta (23%). Em seguida vêm esportes com veículos motorizados, como motocicletas e corridas de barco (14%) e partidas de golfe (10%).

A pesquisa apontou ainda que 43 anos é a idade média dos turistas que buscam a prática de esportes em suas viagens, e a maioria vive em casas sem crianças, sendo que os homens são mais atraídos por esse tipo de viagem do que as mulheres.

Sobre a escolha da bicicleta

A pesquisa mostra a bicicleta em segundo lugar, porém a classificação da mesma finaliza na primeira colocação quando o assunto é "USO GERAL", que corresponde ao fato da utilidade e combinação da bike em expedições com outras modalidades: canoagem e trekking. Por exemplo, roteiros em que a bicicleta (mountian biking) não é computada ao ser incluída em pacotes de trilhas (trekking) para fazer parte de roteiros.

A pesquisa também apontou a bicicleta como a melhor opção de aventura, para quem executa dois roteiros: bike ou outro qualquer. Fica claro que a nossa querida bicicleta sempre se destaca nestes quesitos. Abram os olhos para o turismo aventura, em especial, pedaladas.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Eurobike 2011 - Alguns destaques da feira - Parte 2

Nesta segunda parte do Eurobike 2011, destacamos mais algumas das principais novidades de 2012.

Fox Shocks
Muitas boas novidades em uma das marcas mais desejadas de suspensões. Começando pelo tratamento Kashima nas hastes das suspensões e até mesmo nos amortecedores. Esse tratamento de tecnologia japonesa traz uma cor dourada nas hastes, mas seu real benefício é uma redução sginificativa da fricção (17%) e aumento da durabilidade. Completando o conjunto, também surge novos retentores SKF, que também trazer como benefício menor fricção, podendo chegar a 40%. Essas tecnologias prometem muita diferença na sensibilidade e serão oferecidas nas gamas mais altas ou como kit opcional no caso dos retentores.

Outra grande novidade é a adição da linha 34, com uma Float e uma Talas, ambas para rodas 29". Serão oferecidos os modelos Float 34 FIT RLC e Talas 34 FIT RLC, com 140mm de curso na Float e ajuste de 110 a 140mm na Talas, além de eixo de 15mm.

Nos refinamentos das tecnologias anteriores, temos o sistema Terralogic reformulado permitindo regulagem da válvula de inércia, ou seja, é possível ajustar se o funcionamento será mais sensivel ou não e até deixá-lo todo aberto. Também reformulado o sistema Pro Pedal do novo amortecedor Float RP23, contando agora com tencologia Adaptative Logic.

Há alguns meses atrás, a marca anunciou que teria uma versão de garfos de cross-country com espiga e crown de titânio. Perguntados na feira, eles falaram que o projeto foi adiado e deu-se a entender que eles ainda não conseguiram realmente deixar o produto pronto para produção.
Mondraker
O Mondraker Podium foi um dos maiores destaques do Eurobike. Um modelo de quadro de cross country race inovador, com o avanço integrado e cabos internos impressionaram os jurados e rendeu um Eurobike Awards. Os tubos de carbono retangulares e um grafismo acompanhando todas as linhas e movimentos da bicicleta, completa a boa apresentação da marca espanhola.

imagem

Canyon
O canote de carbono da Canyon foi a sensação no estande. Com um poder de se deformar em 20mm, este produto tem duas hastes separadas que se deformam para deixar mais confortável a pedalada nas bikes rígidas. A Canyon é uma marca que difere de todas as outras pela sua política de vendas no mercado, pois só vende pela internet e nem lojistas podem ter seus produtos.
POC
A marca sueca levou um Award pela sua nova linha de proteção com tecnologia VPD 2.0 – um polímero macio e confortável de se vestir, mas que endurece e absorve energia quando recebe um impacto. A tecnologia já existia, mas foi reformulada para esse ano.

imagem


Intense
O primeiro modelo de bike 29 da Intense, Spyder, ganha uma irmã, a Tracer. Com o famoso sistema VPP (Virtual Pivot Point), este modelo entra na linha Enduro-Trail com duas opções de regulagens no curso: 5" e 5.5". Já a Spyder, permanece com seus 4.25" e 4.75" de curso.
Specialized
Para obter a máxima otimização da estrutura de carbono e aerodinâmica na sua nova bicicleta de estrada, a Specialized entrou em colaboração com a engenharia, o design e as técnicas de fabricação da McLaren. O modelo deixou todos impressionados.

Auto-Sag - Um novo recurso dos amortecedores para ajustar o sag da suspensão. Ao invés do método tradicional de ficar calibrando a quantidade de ar, até atingir a porcentagem correta, a Specialized reinventou o processo. Agora, o amortecedor possui mais uma válvula de ar e basta o ciclista subir na bike e pressionar a nova válvula para obter a pressão correta. Simples e rápido!

Além disso, surge a nova linha Carve - uma linha com 3 modelos de bike 29" com quadro de alumínio. Pelo lado do extremo, entra também na linha a Status, com 200mm de curso e eixo tradicional de 135mm. Também para downhill, o novo capacete de carbono Dissident, finalmente com um visual que nos agrada muito.

imagem

Para as mulheres, uma grande novidade fica com a linha topo de linha Fate. A bike é feita exclusivamente para mulheres, em versão 29", com geometria racing e quadro em carbono. Será oferecida na versão Comp e Expert.
Santa Cruz
Blur TR Carbon é a mais nova integrante da família. A Santa Cruz pensou em uma bicicleta trail leve. O processo de cosntrução do carbono foi todo elaborado a partir dos modelos existentes da marca, resultando em uma bike com 5 polegadas de curso e com quadro pesando 2.268 gramas com o shock incluído. Geometrias mais agressivas para descidas e favoráveis para subidas são outras qualidades do quadro.

Focus
A Focus recebeu um Award com sua Raven 29er (MTB). Com características da linha Raven 26, o quadro da roda grande é construído com as mesmas tecnologias e design que fizeram sua irmã menor uma vitoriosa. Na linha de estrada, a Cayo EVO impressiona pelo chain stay fino associado a rigidez e variações dos tubos superiores e inferiores que se juntam com o seat tube.

Cannondale
Mais uma marca com novidades que já estavam dando o que falar. A Scalpel 29er já tinha aparecido na mão de atletas. Na feira foi exibida a versão Carbon 1, uma bike 29" feita com três objetivos: baixo peso, maior rigidez e maior controle. Pegando carona nas tecnologias da Flash 29er, antiga Scalpel, RZ e OverMountain, a nova Scalpel de destaca com o peso de 10.5 kg e suspensão Lefty.

Já na linha de estrada, o destaque ficou com a SuperSix EVO com um quadro pesando apenas 695 g e garantindo um Eurobike Gold Award.

imagem

Look
A Look concluiu seu projeto Kéo Power que ficou 3 anos em desenvolvimento. É um sistema de medição de potência da pedalada integrada no pedal e com transmissão sem fio para ciclocomputadores Polar. O sistema tem erro de apenas 2%, pesa apenas 150g a mais e mede o lado direito e esquerdo individualmente.

Outra novidade foi a nova bike full suspension Look 920 toda em carbono e com 120mm de curso. Assim como a Mondraker Podium, a bike conta com avaço integrado e cabos internos, o que também rendeu um Eurobike Award.

661
A marca de equipamentos 661 se destacou com a sua linha de joelheiras, totalmente reformulada, com mais proteção e forros, que deixam o equipamento mais confortável e móvel nos joelhos. Mais acessórios ganham a proteção EVO D3O.

imagem

GT Bicycles
A GT veio com tudo para este Eurobike. Resgatando toda sua fama da década de 90, o grupo americano apresentou a sua nova bike de estrada de carbono 20% mais leve, 15% mais rígido e, surpreendentemente, mais barato em relação a linha 2011. Quadros de alumínio hidroformados e com movimento cental BB30 ficaram mais leves cerca de 400 gramas em relação aos modelos anteriores.

Na tradicional linha de mountain bike, a série Zaskar continua com suas tecnologias que fizeram história com títulos no passado, porém com mais design e inovação.

Crank Brothers
O destaque ficou com a linha Cobalt 11, em especial, a nova roda 29", que possui aros tubeless em carbono, os exóticos raios TwinPair e peso de apenas 1.550g o par. A roda levou para casa um Eurobike Award.

imagem


Cane Creek
Sem sombra de dúvidas, um dos produtos mais inovadores no mundo das bicicletas foi a caixa de direção aheadset da Cane Creek. Como se não bastasse, o grupo americano inovou o seu próprio conceito de direção com a caixa que muda de ângulo: AngleSet; que por sinal, ganhou um award.
imagem

Chris King
Como se não bastasse, a Chris King recebeu o prêmio com o seu movimento central externo. Longa durabilidade para este produto que é tão descartável, foi a chave do sucesso. Bonitos e produzidos em alumínio em 10 cores disponíveis e anodizados, os rolamentos de aço inoxidável são feitos na própria fábrica americanaca. Eis o sucesso de durabilidade, já que a lendária vedação da marca qualifica pela dinâmica de montagem e lubrificação com ferramenta especial.

Fonte: Pedal.com
"O Caldeirão Vai Ferver", gritava Salomão aos quatro cantos na noite do sábado no congresso técnico no ginásio de esportes de Mossoró! E ferveu mesmo!


Pelotão forte com 2 ciclistas  (Nilceu e Alex Arseno) da equipe de Pinda embutidos.
 Categoria Mountain Bike
As 07:30h largou a cat. Mountain Bike para 40 minutos de muita disputa onde a equipe de Pindamonhangaba fez do 1º ao 5º. Vários ciclistas do Mtb de Santa Cruz do Capibaribe competiram, mas, um fato inusitado foi a ausência dos ciclistas Beto e Severino não largarem por chegarem atrasados no local da prova! Lamentável.
Categoria Júnior
Sob um sol bem forte o representante do Brejo da Madre de Deus Felipe Jubinha disputou durante 60 minutos com juniores que estão entre os melhores do ranking nacional! Pedalou cerca de 40 min se defendendo no pelotão principal e nos 20 min finais uma fuga envolvendo cerca de 5 ciclistas inflamou o rítmo do pelotão. O Jubinha não conseguiu ir na fuga mas fez um bom trabalho se mantendo no segundo grupo ficando na 8ª colocação.
Categoria Elite Nacional
Sob um sol escaldante próximo das 11h foi dada a largada com cerca de 70 ciclistas de vários estados do Brasil, do Uruguai, da Itália e entre eles os Santacruzenses TV, Willian, David, Salomão, Beto e o Caruaruense Edilson (Bença)!

Os 30 minutos foram disputados em rítmo brutal com vel. média beirando os 43km/h e após 1 h de prova a vel. média ainda ultrapassava os 40km/h, fato que pode ter contribuido para vários abandonos já que o pessoal do nordeste raramente consegue médias tão altas principalmente dentro de um "caldeirão fervente" daquele!

Nos 30 minutos iniciais 4 integrantes da equipe de Pinda trataram logo de "separar os homes dos meninos" saindo em fuga formando a "locomotiva de Pinda" revesando e imprimindo um rítmo forte suficiente para colocarem voltas em praticamente todos ciclistas. Os ciclistas Nilceu (The Fash) e Alex Arseno ambos da equipe de Pinda não encabeçaram a fuga ficando os dois embutidos no pelotão por cerca de 1 hora. Após 1 hora de prova o ciclista Graffite (Mossoró) ataca e abre fuga com o Nilceu mantendo até o final.
A prova termina com absoluta dominação do podium pela equipe de Pinda já que o Nilceu com certa facilidade garante no sprint final a 5ª colocação sobre o Graffite.



Classificação dos ciclistas do agreste Pernambucano:
Beto..........................................................11º colocado
Salomão....................................................Desclassificado na última volta
David........................................................14º colocado
Willian.......................................................Abandono
TV.............................................................Abandono
Edilson (Caruaru)......................................Abandono

Fonte: Ciclismo SCC

Lamento espanhol

Óscar Freire diz que erro crucial no final do Mundial tirou o tetra de suas mãos

Óscar, frustrado com o resultado no Mundial
Óscar Freire fez uma autocrítica nesta terça-feira (27) e admitiu ter cometido um grave erro de posicionamento durante o último quilômetro da prova de estrada do Campeonato Mundial, que lhe custou a chance de se tornar o primeiro ciclista da história a vencer quatro títulos mundiais.

O sprinter espanhol disse que se encontrava muito a frente do pelotão cerca de 900 metros da meta e que tinha chances de vencer a prova. “Eu estava bem, mas cometi um erro que me custou muito caro. Eu estava com uma boa vantagem até a última curva, na roda de Matt Hayman, mas ele cedeu faltando 350 metros para o fim da prova. Para mim, era muito cedo para me lançar em um sprint, ao passo que também estava perto demais para amenizar o ritmo para dar uma oportunidade aos outros ciclistas”, disse Freire.

O espanhol alegou que esperou para se lançar ao sprint, com medo de atacar muito cedo. “Gilbert atacou antes do que deveria e acabou perdendo velocidade. Fiquei com medo de que isto acontecesse comigo e quando o pelotão veio para me alcançar, estava muito rápido e acabou me deixando para trás. Como ainda me restavam forças, eu consegui recuperar parte da desvantagem, mas era muito tarde e não havia muito mais a se fazer”, lamentou o ciclista. “É diferente de quando você sabe que não consegue fazer mais nada. Eu sei que poderia ter vencido, mas errei. A meta nesse ano era esta (vencer o Mundial)”, completou.

Além do integrante da Rabobank, outros três ciclistas já venceram o Mundial em três oportunidades: Alfredo Binda (1927, 30 e 32), Rik Van Steenberger (1949, 56 e 57) e a lenda do ciclismo Eddy Merckx (1967, 71 e 74). Freire, por sua vez, venceu em 1999, 2001 e 2004 e afirmou que neste ano o percurso estava mais fácil.

“Este foi um dos mundiais mais fáceis que eu já vi, mesmo porque tivemos uma ajuda do vento, que soprou a nosso favor. No ano passado, fizemos uma prova muito mais difícil. Eu não estava em minha forma física ideal e acabei na sexta colocação, mas sabia que era o meu máximo. Neste ano, no entanto, eu não consegui dar o meu máximo por conta do erro cometido no último quilômetro e isto me deixa louco”, reforçou o espanhol.

Freire afirmou que seguirá competindo profissionalmente durante a próxima temporada, embora não tenha dado certeza se continuará na Rabobank ou se irá para outra equipe. O atleta tem sido cotado para integrar a Geox-TMC, equipe do diretor esportivo Joxean Matxin, com quem possui fortes laços de amizade.

O ciclista, que passou por diversas lesões durante os últimos anos, tem recuperado a forma física nas últimas semanas, o que faz o veterano ciclista considerar suas hipóteses para os Jogos Olímpicos e o Mundial de 2012.

Por Fernando Bittencourt

Eurobike 2011 - Ashima oferece melhorias nos freios PCB

A Ashima não está na lista dos grandes fabricantes, mas é conhecida por fazer peças leves e inovadoras. A empresa de Taiwan colocou no mercado no ano passado o freio Pan Cake Brake (PCB) - Um freio sem pistões e com peso super reduzido.

Melhorias no PCB e garantia

Depois de alguns anos de desenvolvimento e muitos testes, o primeiro freio sem pistões do mundo entrou no mercado no ano passado. O PCB além da tecnologia inovadora, também contava com baixo peso, o que atraiu muitos fãs das bikes leves.



Apesar de todo tempo gasto no desenvolvimento, alguns freios apresentaram problemas ao longo dos últimos meses. Wayne Moore, responsável pelo desenvolvimento do produto, explicou os diversos motivos que levaram aos problemas e já encontrou soluções, que foram implantadas nos novos modelos dos freios (assista o vídeo acima).

Além dos problemas citados, no início da produção também foram entregues pelo mundo alguns freios cuja pastilha não era adequada e gerava super aquecimento. Porém, esses modelos iniciais não tinham sido enviados ainda ao Brasil. Os demais problemas podem ter atingido algumas unidades que chegaram por aqui.

A Scitex, importadora oficial do produto, já vem fazendo essas trocas e dando todo suporte necessário para o consumidor final através do lojista. Ela irá analisar caso a caso e trocar as unidades que apresentarem os defeitos descritos no vídeo e que foram adquiridas no Brasil através das lojas autorizadas. A troca só será feita para os defeitos citados, que incluem o corpo da manete rachado devido ao excesso de aperto no parafuso de sangria e retorno ineficiente da pastilha.

Problemas não relacionados, como: conduítes, pinças, pastilhas e outras partes da manete danificados ou modificações feitas no sistema para tentar melhorar seu rendimento, não podem ser cobertos por essa garantia.

Se você teve esses problemas com seus freios, você deve falar com o lojista em que fez a compra e ele será responsável por todo o processo de troca do freio. A Scitex não irá atender o consumidor final. A empresa afirma: "Não é um recall, já que não foram todos os freios que apresentaram defeitos. Vamos analisar cada caso e trocar ou atualizar os freios que tiveram problema".

Rotores e Dissipadores
Uma novidade que vai animar os fanáticos por peças leves, é um novo rotor de freio de 160mm e apenas 60 g! O baixo peso em rotores sempre preocupa devido a possiveis problemas de super aquecimento, porém Wayne garantiu que esse rotor é diferente, pois ele é construído com uma mistura de materiais e formato que ajudam a dissipar o calor. As fotos da construção ainda não podem ser publicadas, mas o corpo do freio é formado por um sanduíche de materiais, incluindo fibra de carbono. O rotor já é protótipo desde o ano passado, porém tem previsão de lançamento para 2012.

imagem

Outra novidade, ainda sem data de lançamento, são ventiladores de resfriamento para rotores. Ainda estão sendo testados os dois modelos da foto, mas a idéia é que eles se encaixem em qualquer rotor e que ajude significativamente no resfriamento. As cores e design ainda passarão por mudanças.

imagem

Conduítes e conectores

A empresa também possui muitas soluções em conduítes e conectores, como o Action e Reaction que apresentamos no ano passado. Neste ano, a novidade fica com os Cable Donuts, que são pequenos tubos de alumínio com a parte externa emborrachada, para colocar nos cabos de aço, para que eles não arranhem o quadro. Serão oferecidos em diversas cores e não pesam quase nada.

Outra novidade é uma nova ponteira para os cabos de aço, com uma tecnologia um pouco inferior a FerFlex, porém com baixo custo.

Outro produto que não tinhamos citado no ano passado e continua na linha são os Noodles, que são peças de plástico rígidas, em curva, para passagem de cabo de aços de forma mais bonita.

No Brasil a Ashima é representada pela Scitex.

Pedal.com

Designer israelense cria bicicleta sem pneus



Conhecido por elaborar móveis e artigos de decoração modernos e chamativos, o designer israelense Ron Arad decidiu apostar em bicicletas. Ao substituir pneus de borracha por rodas feitas a partir de tiras flexíveis de aço temperado, o designer criou uma bike que tem criatividade e estilo, mas sem eliminar o conforto.

A divertida criação de Arad é fruto de uma parceria entre a Elton John Aids Foundation e a rede de hotéis W-Hotels, para a arrecadação de fundos para pacientes vítimas de Aids. Além de Ron Arad, outras cinco personalidades foram convidadas a estilizar bicicletas que estão sendo leiloadas pela internet. Até o final do mês de outubro, as bicicletas poderão ser utilizadas pelos hóspedes do hotel em Leicester Square, em Londres.


Pequenas Empresas Grandes Negócios

Passeio Noturno: Pedal sem Álcool

Ontem fizemos um passeio com a turma do Pedal sem Álcool para o sítio Gerimum, indo pelo maracajá e fazendo o "arrodeio" pelo algodão, voltando por São Paulo de Cinézio, pegando o estradão do Pará na vinda para Santa Cruz.

Pedalando 37kg em 2h.

 
 
 
 
 
 
 
Convidamos vocês que curtem uma boa pedalada entre amigos, para na próxima terça a noite, ás 19:30 se juntar a turma em frente da rota do mar para mais uma noite de descontração.