Subscribe:

Parceiros

.


segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Pedal quente: Cuidados com os pedais no verão

Pedalar no calor é ao mesmo tempo uma delícia e um transtorno, pois as altas temperaturas podem deixar seu rolê desconfortável e menos prazeroso.


Além dos cuidados básicos como hidratação, protetor solar e óculos escuros, reunimos outras dicas que podem te ajudar a pedalar no calor com mais conforto e eficiência:

UMA DAS MELHORES DICAS PARA PEDALAR NO CALOR SEM SOFRER É BEBER MUITA ÁGUA NO DIA ANTERIOR AO PEDAL.

Fazer um pedal no verão é animador, já que fica mais fácil sair da cama logo quando o sol começa a nascer. Porém, o clima quente também traz seus riscos e maltrata qualquer ciclista que não se protege para treinar durante essa estação do ano. Por isso você deve conhecer boas dicas para pedalar no calor sem sofrer, antes que vire “churrasco” em cima da bicicleta!

Se o frio reserva suas dificuldades para os ciclistas treinarem, o calor faz o mesmo. As altas temperaturas no Brasil parecem aumentar a cada ano, tornando desgastante praticar qualquer atividade física debaixo de sol.

Para aliviar a sensação de estar dentro de um forno a 200 Cº e ainda ter um ótimo desempenho no pedal, há ações muito simples. Confira o que você deve colocar em prática para pedalar no calor do verão sem sofrer.

Escolha bem o horário: Há ciclistas que preferem aproveitar o sol do meio dia para pedalar e se bronzear. Só que esse horário também é ideal para fritar um ovo no asfalto durante o verão brasileiro.

Partir para um pedal quando o sol nasce ou quando ele começa a se pôr são maneiras de preservar a saúde.

O ciclismo é uma atividade de alta intensidade e esforçar-se debaixo de temperaturas altas é perigoso. Ficar exposto ao sol por muito tempo pode provocar tonturas, dores de cabeça, desidratação e até desmaios.

Sempre que possível, evite sair entre as 10h e as 15h, quando o sol está mais alto e o calor é mais intenso.

Vista-se de acordo: Camisetas com FPS são suas melhores amigas nesta hora, de preferência as de manga longa. Bonés e caps são bons aliados para barrar o sol. Para as mãos, luvas sem dedos  podem ajudar a absorver o suor das palmas das mãos.

Alimente-se: Apesar de sentirmos menos fome no calor, é fundamental garantir a nutrição adequada. Em pedais com menos de uma hora de duração, não é preciso comer durante o exercício. Em sessões mais longas, lembre-se de levar consigo um petisco que não sofra com o calor, como oleaginosas (como amêndoas ou castanhas) ou barras de cereal sem chocolate. Ao terminar o exercício, alimente-se normalmente para repôr as energias.

Água em abundância: Beber muita água um dia antes de pedalar é um modo simples para “carregar o corpo” com o líquido que será bem desperdiçado no suor, no dia seguinte. Nosso corpo é quase inteiramente formado pela fórmula H2O, e na falta dela o organismo começa a “entrar em pane”.

Inclua sucos também na empreitada um dia antes do pedal, para complementar a preparação para enfrentar o calor nos treinos.

Garrafas térmicas: A garrafa do tipo térmica preserva por mais tempo a temperatura da bebida, e isso ajuda muito para pedalar no verão. Mas não basta só ter uma ou duas dessas e colocar água gelada; encha a garrafinha de gelo e só então coloque água bem gelada!

Você também pode colocar a garrafa no congelador — não encha até a boca senão ela estoura — na noite anterior ao pedal. Esses dois métodos garantem água gelada por longos pedais debaixo de sol.

Costas livres: Se puder, evite carregar mochilas durante o pedal – elas abafam as costas e retém o suor. Alforjes e bolsas transversais estilo messenger são opções melhores para dias de muito sol (seu corpo vai agradecer).

Use sempre óculos de ciclismo: Não pense que improvisar essa dica. Pedalar no calor com um óculos de sol comum não vai funcionar. Essa opção não é feita em design próprio para a prática do ciclismo, e não conta com os recursos de um óculos para pedalar.

Bons modelos de óculos de ciclismo possuem lentes intercambiáveis com um par de lentes escuras próprias para usar em dias de sol. Além disso, a proteção contra raios ultravioletas, a narigueira e furinhos nas lentes são outros recursos que ajudam a pedalar no verão, além de proteger os olhos contra sujeira!

Protetor solar: A incidência de raios solares no verão é alta e traz riscos de queimaduras de 1º e 2º graus, além do câncer de pele.

Usar o protetor em todas as partes do corpo que ficarão expostas durante o pedal é o básico para pedalar no calor sem sofrer literalmente na pele! Para peles claras o fator de proteção deve ser bem alto, já para peles escuras os fatores de nível médio são aquedados.

Também vale a pena levar o protetor e repassá-lo durante o pedal, já que o efeito de proteção acaba em algumas horas.

Ficará mais fácil não sofrer tanto em treinos intensos debaixo de sol e ainda manter a performance, seguindo essas dicas para pedalar em dias quentes.

Em época de calor, com muitos ciclistas saindo para pedalar nas ruas, estradas e trilhas, o índice de roubo de bicicleta também aumenta. Isso pede atenção para evitar o roubo de bike, além de um seguro contra roubo de bicicleta, fechando a última das nossas dicas para pedalar no calor sem sofrer!


Falamos que beber muita água é uma das principais ações para enfrentar o calor no pedal, então não dê mole

0 comentários:

Postar um comentário