Subscribe:

.


sexta-feira, 10 de março de 2017

Aumenta procura de mulheres por capacitação em mecânica de bicicleta


A Escola Park Tool registrou um aumento no número de mulheres que procuraram o curso de formação e capacitação de mecânica de bicicleta. Segundo dados da escola, houve um crescimento de 40% de alunas matriculadas em 2016, em comparação ao ano passado.

Entre as alunas formadas pela Escola Park Tool está Fabiana Tubino, 33. Cicloativista e Bike Anjo, Fabiana nasceu em São Paulo-SP. Hoje ela mora em Recife-PE onde tem planos de inaugurar sua própria oficina em breve.

“Cheguei à escola por indicação de outras amigas. Fiz todos os módulos e posso afirmar que o curso da Escola Park Tool é muito completo. Quando terminei, a primeira vantagem foi a independência, pois aprendi a fazer as manutenções sozinha. Depois, quando comecei a trabalhar com mecânica de bicicleta, percebi o quanto o curso dava credibilidade”, conta a profissional.


Na prática

Depois de adquirir experiência em dois lugares (trabalhando numa oficina em Moema, bairro da capital paulista, e em uma loja na capital recifense), Fabiana se sente preparada para dar um passo maior.

“Em Moema fiquei uma semana abrindo e fechando a loja. O estágio fazia parte da grade da escola e lá aprendi que não é preciso força para fazer manutenção, e sim jeito. Se forçar é porque está fazendo errado. Quando cheguei a Recife, tinha pouca experiência. Foi quando fui à Reciclobike, que é uma loja com duas sócias mulheres, e me deu uma oportunidade. Depois dessas experiências, finalmente vou abrir minha própria oficina”, analisa Fabiana.

20 anos de bicicleta

Outro exemplo de mulher que entrou no ramo de mecânica de bicicletas é a mineira Andressa Carvalho, 34, que mora em Ouro Preto-MG. Depois de 20 anos de sua vida dedicados à bicicleta, Andressa encontrou na Escola Park Tool o caminho para trabalhar com o que sempre sonhou.

“Conheci a escola há alguns anos por um amigo. Quando fiquei sabendo, meu desejo se tornou ainda maior, pois eu não sabia da existência de uma escola que ensinava a ser o que eu sempre quis ser. Aprendi tudo o que eu precisava para começar meu próprio negócio. A experiência e a atenção dos profissionais da escola me fizeram enxergar que estava no caminho certo", diz Andressa.

Fonte: Revista Bicicleta

0 comentários:

Postar um comentário