Subscribe:

.


domingo, 18 de setembro de 2016

Desafio individual por traçado

A nova modalidade que vai te conquistar


Uma nova modalidade de competição esportiva de ciclismo está surgindo com o auxílio das inovações tecnológicas. Inicialmente mais focado para percursos em asfalto, o chamado Desafio Individual por Traçado está ganhando adaptações para trilhas e estradas de chão e virando mania em todo o mundo. Basicamente, o ciclista percorre a distância determinada pelo desafio, gera um arquivo do seu percurso através de sistemas de GPS e esses arquivos são analisados por um moderador para validar a sua participação.

Um dos locais com diversas trilhas em montanhas é a pequena cidade mineira de Vieiras, cravada na base da serra que compõe o complexo do Pico da Bandeira. Guenal Dornelas é um professor local que há quatro anos se dedica ao mountain biking. Ele considera a região um verdadeiro paraíso para o MTB, com lugares fantásticos que resgatam a essência do esporte.

Adepto de um aplicativo de treinamento que utiliza dados georreferenciados e marca os locais e a velocidade que o ciclista percorreu, Dornelas observou que todos os meses são lançados desafios para serem cumpridos diretamente no aplicativo, mas todos para ciclismo de estrada. Ele resolveu criar, então, o Desafio 200 km, inspirado pelo Audax 200 de Itaperuna, porém, focado em trechos de estrada de chão. Cada participante teria 24 h para cumprir a meta de pedalar 200 km, utilizando o mínimo de asfalto possível. Cada traçado foi monitorado por imagens de satélite, podendo ser feito em qualquer lugar do Brasil, desde que obedecendo as características informadas no regulamento. Foram 129 inscritos de 29 cidades, e 64 participantes completaram. “Eu analisava [as atividades] uma a uma, mais de uma vez, para verificar o percurso, se tinha muito asfalto ou não, assim como uso de outros meios que não fossem a bike para completar o percurso. Analisando a velocidade é possível detectar isso. E ocorreu. Tivemos atividades excluídas por uso de moto, por exemplo”, disse Dornelas.

Os participantes receberam, além da medalha, certificado de conclusão.


A próxima edição, que terá as inscrições abertas em maio, contará com categorias especiais para premiar, por exemplo, o mais idoso e o mais novo a completar o Desafio dos 200. “O Desafio dos 200 veio para ficar. Um desafio democrático, que visa unicamente o incentivo ao nosso esporte. Não é competição, é cooperação. Cada postagem de conclusão era uma grande alegria e todos ficavam felizes. Por mais que pareça loucura, pedalar 200 km de ‘mountain bike’ numa única atividade, faz valer o lema: louco hoje, lenda amanhã”, concluiu.

Os ciclistas que quiserem participar do próximo desafio, devem procurar o grupo Guerreiros das Montanhas no Facebook.

Fonte: Revista Bicicleta por Eduardo Almeida / Contribuição Leo Lima

0 comentários:

Postar um comentário