Subscribe:

Parceiros

.


quarta-feira, 4 de junho de 2014

Índia: negócio sobre duas rodas

É de bicicleta que um grupo de mulheres leva internet a povoados distantes na Índia. A ideia é simples: permitir que as pessoas falem com parentes queridos, via Skype. Em Bangladesh, cidade com 152 milhões de habitantes, apenas 5 milhões de pessoas estão conectadas. As “info ladies” pedalando de um lugar ao outro, em Saghata, uma remota e pobre aldeia agrícola no distrito Gaibandha.


O projeto de ciclistas D. net envolve 56 mulheres, apelidadas de “senhoras da informação”. É que elas levam as informações de um lado para o outro, essas lindas – usando o combo web e duas rodas.

Mehedi Akthar Misty, à direita, ajuda Amina Begum, 45, a falar com seu marido pelo Skype. Foto: AP O valor da conexão, embora tenha um baixo custo de transporte, não sai barato para os padrões locais: 3 dólares por uma hora. Mas quanto vale ouvir a voz de alguém querido? O programa foi lançado em 2008 e as mulheres que se candidatam a participar recebem um treinamento de três meses sobre o uso do hardware em algum centro localizado perto de suas casas. A renda mensal média de cada mulher, com o programa, é de US$ 150.

Grupo de meninas de Bangladesh, com idades entre 12 e 17, realizam reuniões para aprender sobre menstruação, saúde reprodutiva e HIV. Foto: AP

O projeto que une bicicletas, mulheres e internet ainda funciona em um esquema “piloto”. Em várias comunidades da Índia, infelizmente, a mulher não é bem aceita e, logo, o projeto acaba não empacando. Mas se há exemplo de convivência que une transporte limpo e pessoas, e merece aplausos é o D. net.

Fonte: Movimento Conviva

0 comentários:

Postar um comentário