Subscribe:

Parceiros

.


sexta-feira, 18 de setembro de 2015

O caminho é o meio...


A vida moderna perverteu o sentido de viajar.  O uso do carro, aquele que "te leva rapidamente a qualquer lugar", tirou das pessoas a capacidade de observar o MEIO.

O MEIO aqui é a cidade, as vilas e pequenas comunidades, as paisagens, o mundo enfim.  Passamos tão rápido alucinados com o CHEGAR, que deixamos de enxergar as pessoas.  Aquele que pedala não é um "ser humano indo ao trabalho", mais um "ciclista atrapalhando o meu caminho", pensam alguns!  O chegar é o que importa. E cada vez mais rápido, porque não temos tempo para a contemplação, coisa de preguiçoso, gente que não tem o que fazer.

Como criar, como fazer o bem, como ser lembrado por nossas boas ações, se só temos tempo para CHEGAR.  O ir é uma perda de tempo, o passar não existe além da obrigação necessária.  O que se quer é chegar.  Se a viagem pudesse ser instantânea, ainda ia ter quem quisesse apenas estar no lugar quando fosse preciso, pulando de um "teletransportador" a outro.  Pressa. Uma vida sem viver, só acumular momentos e materialidades.

0 caminho é o meio para se atingir um fim.  O caminho é o meio-termo entre o objetivo e a contemplação.  O caminho é o meio, a moderação em tudo.  O caminho é o meio mesmo quando extremos são necessários e passageiros.  O caminho é o meio sempre.   E só o meio é o caminho.

Repense se tudo que você acha inestimável, se tudo que precisar ser feito ou visto rapidamente, vale tanto a pena assim. Usar parte do tempo para observar o meio, analisar o caminho, pensar sobre ele, pode resolver mais do que o desenfreado desespero para se alcançar o fim, a meta, o objetivo.  Da vida você só vai levar a vida que você leva, e a vida que você leva está passando na janela do seu carro tão depressa quanto você estiver indo e sem tempo para ver.  Use uma bicicleta, ande, passeie mais, conheça seus vizinhos, descubra sua vizinhança.

Porque o caminho é o meio...

Fonte: pedalandoeolhando - Por: Rogério Leite

0 comentários:

Postar um comentário