Subscribe:

Parceiros

.


domingo, 11 de dezembro de 2016

Pedal Ciclo Mania: Voltando aos domingos

Depois de vários meses sem registrar o Pedal Ciclo Mania de domingo em nosso blog, estamos de volta com a mesma alegria e descontração.

Foram vários domingos que se passaram desde o último que registramos aqui, mas sempre estávamos realizando algum pedal para algum lugar em nossa região.

Mas vamos falar do que vem por aí, depois de acordar com aquela disposição de sempre, (difícil é levantar da cama), recomenda-se dá aquela revisão na bike para que tudo corra bem durante o percurso e que se diminua ao máximo o risco de problemas.

Equipamentos prontos, pé na estrada.

Calibrar os pneus faz parte do ritual e neste tempo observamos o grande fluxo de carro em nossa cidade que chega para mais uma grande feira de confecções.

 

É sempre bom reunir os amigos e realizar aquele giro matinal no dia de domingo para descontrair, contar estórias e dá boas risadas.


Sempre ás seis da manhã com aquela temperatura gostosa que nos engana e nos faz pensar que o dia será frio, ou pelo menos não tão quente como está sendo..

Hoje os destemidos foram Agenildo (Moraize), Alex rocha (Lelecão), Maxsuel (Pipo), Rony Bala (Seu Rony), Maurin (F1), John (Ligerin), Luis Carlos (Padin Lula), Marcos ( Esse é novo na turma. Tem apelido ainda não) e Eu, vulgo O Presidente. (Grande coisa.)


 

 


Todos presentes, seguimos em busca dos 55km que estavam pre determinados, porém os primeiro foi o mais perigoso de todos, pois entre carros e motoristas estressados, fizemos malabarismo para ir da praça da alimentação até o Moda Center.


 

 

 

 

 

Movimento Intenso no Moda Center

Passada a agonia, vamos em frente tranquilo, mas sempre ligado na estrada fazendo o correto que é se manter na direita da pista para ter uma melhor visualização dos motoristas.


 

Asfalto é rápido e tranquilo, mas....
Queremos emoção no pedal e para isso é preciso deixar o asfalto e pegar a estrada de terra batida, areião, pedreguhos, subidas e descidas, pois isto é o que faz o MTB ser apaixonante.

Poeira, ai vou eu!
Podemos dizer que o "passeio" começa agora.

 

 

 

 

E a seca vai castigando nossa região

 

Chegamos no Cadeira
E seguimos das porteiras com destino a estrada do Pará cortando pela Quixabeira.

Quanto mais andamos, mas vemos que só nos resta cramar por chuvas

 

 

 


 

 

 



Depois de vinte quilômetros rodados, já são sete da manhã e ainda estamos saindo da estrada do Pará com destino ao Minguaiú e de lá para o Gerimum.

Ainda temos muito a ser percorrido

 


 

 

 


O calor começa tomar conta do dia, mas não desistiremos e iremos até o fim. a meta é 50 quilômetros podendo chegar aos 60. Por isso não podemos parar, faça sol ou faça sol.

Esta é a verdadeira imagem de nossa região
Chegando aos 33km estamos no trecho mais chato do percurso que são os 2km que faltam para o Gerimum, onde nos deparamos com muito vento contra, atrapalhando o andamento do pedal e colocando nossa média lá pra baixo.

 

 

 

 

 

 

Chegando ao Gerimum para repor as energias
Parte do pedal realizado, primeira parada para repor a energia que foi gasta até agora.


Se pedalar é bom, melhor é encontrar um lugar para refrescar, descansar e conversar um pouco com boas piadas e estória pra descontrair

 

 

 

Calibrar os pneus para seguir em frente
Destino a seguir será o Sítio Situação e de lá voltar pra casa por novos caminhos que muitos não conheciam.

 

 

 


 

 

 

E as nuvens vão sumindo... e o sol esquentando...
Trecho final do pedal, muitas porteiras no caminho, o que servia para dá aquela esfriada 

 

 



 



 ultima parada antes de chegar em Santa Cruz. Falta pouco 5 km apenas. pra quem já rodou 50 não é nada.

 


 

 

Enfim, como é bom está de volta. Saímos de um lado e chegamos pelo outro lado da cidade. Graças a Deus tudo em paz. resta agora descansar e se preparar para a próxima.


 

De volta a parte difícil, circular na Pe 160 correndo muitos riscos.

Movimento ainda intenso no trânsito local

 

E ponto Final.

0 comentários:

Postar um comentário