Subscribe:

Parceiros

.


quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

MTB: Superando obstáculos nas descidas

Apure a técnica para descer degraus e barrancos

Sem prática a demora fica inviável numa competição
Em uma prova de Mountain Bike, o ciclista precisa ter um repertório técnico variado para vencer os obstáculos que encontra pelo caminho. Um movimento que não pode faltar é o roll down (rolar, em português). Como a palavra diz, trata-se de o piloto deixar a bike rolar em um degrau ou barranco, descendo-o naturalmente. Em outras palavras, é descer sem pular o obstáculo ou puxar a roda da frente para aterrisar com a traseira da bicicleta. Essa técnica é utilizada quando a velocidade não é alta o suficiente para pular um obstáculo, seja pelas características do terreno ou pela preferência do piloto.


O movimento cabe tanto em trilhas quanto no espaço urbano, para descer calçadas e degraus de até 60 cm aproximadamente, dependendo da bicicleta. Deve-se tomar cuidado com o limite de altura para não bater a coroa na superfície e causar danos ao equipamento.
Em uma trilha ou terreno acidentado, o roll down requer precisão e atenção. Se houver uma raiz ou obstáculo depois do degrau, é importante que o atleta jogue o corpo para trás, estique o braço e tire o peso do guidão, para que a roda da frente não fique presa, passando assim por cima desse obstáculo seguinte.
O ideal é começar treinando a técnica em degraus pequenos ou em trilhas mais fáceis até conquistar confiança no movimento do corpo e poder partir para maiores alturas ou terrenos mais técnicos.
Passo a passo
1º - Solte o freio da frente aos poucos, para deixar que a bike deslize progressivamente na borda do degrau. Olhe sempre para a frente, nunca para baixo. Nesse ponto, você já deve saber o que vem a seguir.
2º - Conforme a roda da frente desce, estique os braços ao máximo e jogue o quadril para trás, em cima da roda traseira, atrás do selim.
3º - Uma vez que a roda da frente tocar o chão e estiver deslizando livremente é possível controlar a roda traseira freando a da frente.  Só tome muito cuidado para não frear demais ou com força, e mantenha o corpo na posição indicada na imagem.
4º - Quando a roda traseira encostar no chão, esteja preparado para absorver o impacto, adotando a posição de ataque (em pé, em cima do selim). Assim, você ficará pronto para seguir no percurso.

Sem os devidos cuidado você pode cair e sentir na pele
o gosto amargo de uma pedalada mal sucedida
Matéria publicada na Revista VO2 Bike, edição #96, de setembro de 2013
Fotos: Pedais diversos do Ciclo Mania

0 comentários:

Postar um comentário