Subscribe:

Parceiros

.


sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Rio 2016: Velódromo se tornará CT para atletas de toda América Latina

Com cinco mil lugares permanentes, arena terá custo de R$ 137 milhões e expectativa é que, após os Jogos, se torne referência no continente

Ilustração mostra como será o velódromo dos Jogos de 2016

Localizado no terreno do antigo Autódromo Nelson Piquet, na Barra da Tijuca (Zona Oeste do Rio de Janeiro), o Parque Olímpico sediará metade dos eventos das Olimpíadas de 2016. Uma das instalações construídas no local será um novo velódromo. A arena esportiva terá cinco mil lugares permanentes e mais 800 assentos provisórios, para os Jogos, e tem custos previstos em R$ 137 milhões.

A expectativa, porém, é que o velódromo se torne uma referência para os ciclistas. Assim, depois das Olimpíadas, o objetivo é atrair atletas de toda a América Latina para treinarem no local, como explica o diretor de projetos da Empresa Olímpica, Roberto Ainbinder.

- Esses elementos que permanecem no Parque Olímpico do Rio vão se transformar no centro olímpico de treinamento. O Brasil não possui um centro olímpico de treinamento para atletas de alto rendimento. O Parque Olímpico vai sediar esse centro. Essa é a ambição do Brasil, de atender também o treinamento de atletas da América Latina - afirmou Ainbinder.

O terreno do Parque Olímpico ainda passa por preparações para o início da construção de todas as instalações previstas para o local. As obras do velódromo devem se iniciar ainda no primeiro semestre deste ano e devem terminar no fim de 2015.

Também serão construídas novos centros para a disputa do hóquei, do tênis e um estádio provisório para os esportes aquáticos, além do ginásio que receberá as disputas do basquete, handebol, judô, taekwondo e luta olímpica. A previsão é que todo o Parque Olímpico esteja pronto no primeiro semestre de 2016.

Fonte: sportv

0 comentários:

Postar um comentário