Subscribe:

Parceiros

.


sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Estudantes nos Estados Unidos criam bicicleta que evita acidentes de trânsito


Um grupo de estudantes norte-americanos criou uma bike inteligente que aumenta a segurança dos ciclistas contra vários obstáculos encontrados no trânsito. Chamado de iBAPS, o veículo possui diversos sensores – um deles detecta a aproximação de automóveis e  ainda dispara sinais sonoros para alertar os motoristas e pedestres que ameaçarem a segurança de quem está pedalando.

Para garantir uma área segura aos ciclistas em meio às ruas, o sistema da iBAPS conta com sensores e emite lasers piscantes com objetivo de mostrar aos motoristas o espaço necessário para a bicicleta se locomover. Quando alguém rompe a barreira de segurança, os alto-falantes do veículo disparam um alerta.

Algumas peças que formam a bicicleta foram produzidas por uma impressora 3D disponível na universidade, e, além dos sensores para motoristas e pedestres, os guidões vibram quando os ciclistas circulam em alta velocidade e perto de cruzamentos, locais em que a maioria dos acidentes é registrada.

A bike inteligente foi criada na Northeastern University, em Boston, e seu nome – iBAPS – é uma sigla que significa Sistema Interativo de Prevenção de Acidentes Ciclísticos. Segundo o site InHabitat, o veículo foi desenvolvido para diminuir o número de acidentes envolvendo pessoas que andam de bike nos EUA: todos os dias, são registradas ao menos duas mortes em acidentes envolvendo ciclistas.


A iBAPS também conta com um sistema de interação social, podendo ser sincronizada com aplicativos para smartphones e conexões Bluetooth. Além disso, o veículo armazena informações de rotina dos ciclistas e indicam os níveis de segurança de cada passeio de bike.

Por enquanto, a iBAPS ainda não tem previsão de lançamento e nem de comercialização em larga escala. “Eu acredito que esta bike tenha um enorme potencial de mercado”, disse o professor Constantinos Mavroids, coordenador de desenvolvimento do veículo. “A iBAPS é uma ferramenta útil que o mercado necessita”, finaliza Mavroids.

Fonte: Tribuna da Bahia

0 comentários:

Postar um comentário